Rota do vinho na França: Bordeaux, Vale do Loire etc

por Aline Derísio

A rota do vinho na França é conhecida no mundo inteiro por ser um dos maiores países fabricantes da bebida, contar com cenários deslumbrantes e um sabor inigualável.

Sou prova viva dessa fama, já que faço questão de experimentar várias marcas francesas nas cidades em que visito. Hoje em dia, cerca de 7,5 milhões de turistas interessados por vinho caminham pelos vinhedos todos os anos; alguns iniciantes, outros especialistas e até curiosos vão para umas das adegas das várias regiões do país para degustar e entender mais sobre os diferentes tipos.

As rotas do vinho que foram criadas na década de 50 cruzam todas as vinhas francesas. São itinerários que te oferecem uma oportunidade única de mergulhar de cabeça nas regiões vinícolas, fazendo descobertas enológicas, culturais e gastronômicas da França.

Neste artigo, vou te apresentar neste artigo desde a mais conhecida rota do vinho na Alsácia até a mais secreta, da mais longa até a mais curta, da mais ensolarada até a mais fresca, te prometendo um lindo passeio.. Tenho certeza que vai se encantar com a qualidade da bebida e com as paisagens naturais, seja de carro, a pé ou de bicicleta.

Planeje sua viagem => Hotéis baratos na França

Seguro viagem para França »

 

Cidades da Rota do vinho na França

  • Bordeaux
  • Alsácia
  • Vale do Loire
  • Rhone
  • Córsega
  • Borgonha

CLIQUE AQUI agendar os melhores tours guiados na França »

 

Bordeaux

rota vinho frança Bordeaux

La Cité de Vin impressiona pelo moderno design.

Bordeaux é a terra dos vinhos por excelência. A cidade que está localizada na região chamada Nouvelle-Aquitaine no sudoeste da França, oferece castelos, classificados grands crus, que são um grupo de vinhedos, como o Garonne, Médoc, Libournais, Sauternes e Grave, Saint-Emilion, etc.

Isso é o que espera por você durante a sua visita às vinhas de Bordeaux, no coração da Gironde. Para conhecer as rotas da cidade com conforto e ainda economizar, leia sobre aluguel de carro na França.

Desfrute das estradas de Bordeaux, paraver de perto o maior e mais conhecido domínio de vinhos finos do mundo. Ao todo, são 57 denominações, uma herança ancestral e arquitetura notável.

Prove também a variedades de vinhos: os tintos como, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Merlot; assim como os brancos, como Sémillon, Sauvignon e Muscadelle.

Não deixe também de conhecer La Cité du Vin, pois este museu abriga a história do vinho na França; tudo mostrado através de muita tecnologia e uma arquitetura impressionante. O Local é considerado Patrimônio Mundial da Unesco.

Confira quais as regiões de Bordeaux e as pequenas cidades em volta que vale a pena visitar:

  • A rota dos castelos: a região de Médoc, estende-se desde o norte de Bordeaux por 80 quilômetros até a Pointe de Grave, com vários castelos que são grande produtores de vinhos. Os vinhedos que valem a pena conhecer são das vilas ou chamadas commune: Pauillac, St Estèphe, St. Julien, Margaux, Moulis.
  • A rota do Coteaux: ao longo da estrada você observará o rio Garonne, que trilha lindos vinhedos podendo te levar à linda região de Brayais e Bourgeais.
  • A rota do Patrimônio: descubra vinhedos de reputação mundial dessa região, como a vila de Saint-Emilion. Além de ser um lugar incrível de se conhecer por ser um Patrimônio Mundial da Unesco, tem vinhos para todos os gostos e de várias qualidades. Eu particularmente amo Saint-Emilion.
  • A rota de Bastides: depois de degustar bons vinhos, aproveite para conhecer os castelos e igrejas românicas da região que fica entre dois rios (Dordogne e Garonne). Indico também ir até Cadillac e Loupiac para apreciar ainda mais o passeio.
  • A rota de Graves: Este caminho leva você aos portões da região de Landes. Os terroirs são variados. produzindo tintos, brancos e vinhos doces; há quem diga que os Sauternes é a joia mais bonita da região.

Imperdível => Ingresso e degustação na La Cité du Vin

 

Alsácia

regiões vinícolas da França

Ruas estreitas de pedra e ambiente da região te fazem se sentir na França do passado.

Na verdade, Alsácia é uma região histórica localizada no nordeste da França (fronteira com a Alemanha e a Suíça). Falo em termos regionais, porque seria difícil falar de uma cidade só, já que a rota é grande e passa em vários lugares.

Uma rota do vinho na França bem popular, a região da Alsácia possuí a estrada mais antiga dos vinhos do país. Tudo começou no ano de 1953, quando Issenheim criou uma rota de 170 quilômetros para a realização de uma corrida de carros na região, que percorre o extremo norte do vinhedo em Marlenheim até o sul da cidade de Thann.

Desde então, os produtores locais oferecem degustações e visitas turísticas; a atração pela rota do vinho na Alsácia vem crescendo ao longo dos anos. Conheça mais lugares incríveis para fazer um roteiro na França.

Todas as estradas levam a rota do vinho da Alsácia do norte ao sul da Alsácia-Mosela, atravessando as belas aldeias dos Vosges. Ribeauvillé é uma cidade vinícola que desde 1895 apresenta as caves antigas Geisberg, Kirchberg e Osterberg, além de 3 castelos medievais; enquanto que Riquewihr é uma vila linda com sua trilha vinícola de 17 km para descobrir 7 grand crus em 6 comunas. Por fim, Kientzheim é o lar do vinhedo da Alsácia e do museu do vinho.

Aldeias vinícolas na França

Casas coloridas em enxaimel em Wissembourg | Foto: Ji-Elle, via Wikimedia Commons.

Entre os mais belos destinos da rota dos vinhos da Alsácia, recomendo que você visite várias aldeias neste itinerário!

Thann é famosa por seus passeios e caminhadas pelas vinhas de Rangen; por sua vez, Selestat é uma vila histórica e cultural, que está localizada entre Strasbourg e Colmar (as duas cidades mais belas e mágicas da região).

Intimista, a pequena aldeia Hunawihr fica entre Rickwihr e Ribeauvillé,; o lugar vai encantá-lo pelo Castelo de St. Ulrich e pelo Castelo Girsberg. Caso decida fazer esta viagem na alta temporada, saiba mais sobre o verão na França.

A região de Wissembourg está localizada no extremo norte da rota dos vinhos da Alsácia. Nela, você irá conhecer belas paisagens com vinhedos perfeitamente alinhados, aldeias típicas com casas em enxaimel, bem como igrejas românicas e as caves das vinhas.

Localizada ao norte da Rota dos Vinhos da Alsácia, a região de Cleebourg faz parte do Parque Natural Regional do Norte Vosges. A região tem uma vinha de renome ao longo da estrada, que fica em torno das aldeias de Cleebourg, Oberhoffen, Wissembourg, Rott e Steinseltz novamente.

A Alsácia ainda tem tantas outras pérolas para descobrir nas rotas do vinho, como Molsheim, Ammerschwihr, Turckheim e Kayzersberg.

Resumidamente, para conhecer as vinícolas da região, te indico fazer essas cidades que tem circuitos oferecidos aos visitantes:

Sabia que o Seguro Viagem é obrigatório na Europa?

Além de ser obrigatório nos países do Tradado de Schengen, a imigração de qualquer país pode solicitar o documento para permitir ou negar sua entrada.

Faça uma cotação online na Seguros Promo, comparando o preço nas melhores seguradoras. Aproveite e ganhe até 10% de desconto usando o cupom VIAJARNAEUROPA, é só clicar no botão.

 
  • De Marlenheim a Thann
  • De Ribeauvillé para Colmar
  • De Obernai para Dambach
  • Dambach-la-ville a Ribeauvillé
  • De Colmar a Rouffach
  • De  Rouffach a Thann

Excursão => Tour de vinho na Alsácia de Colmar

 

Vale do Loire

roteiro vale do loire e Bordeaux

Turismo no Vale do Loire se destaca pelos castelos.

A região histórica do Vale do Loire, conhecida também como “Jardim da França” é considerada patrimônio mundial da UNESCO, com magníficos castelos medievais e renascentistas (alguns também tem adegas); além da herança dos vinhos famosos. Eu particularmente considero uma das regiões mais charmosas da França, além de ser estar a somente 200 km de Paris.

Siga as margens do rio para entrar nesta rota do vinho na França, te levando para os castelos, jardins, abadias reais de vinicultores a aldeias históricas; o percurso é pontuado com descobertas de uma variedade de vinhos, em vinhedos que vão de 800 km a 70.000 hectares: espumante, silencioso, seco, semi-seco, maduro, tânico ou mais frutado.

Dentre os principais castelos situados no Vale do Loire, não deixe de conhecer o Château de Chenonceau e o Château Royal d’Amboise. Para se localizar na rotas e postar fotos das paisagens, saiba como ter internet na França (em breve).

Por ser uma área muito grande, a rota do vinho do Vale de Loire é dividida em 4 partes para a produção da bebida. Como o tipo do solo, das uvas plantadas, do clima e é claro, do tipo do vinho que é produzido, as regiões produtoras mais famosas são: Vinhedos Centrais, Nantais, Anjou-Saumur e Touraine.

Te indico as seguintes rotas no coração do Vale do Loire:

  • Entre o Oceano e Champtoceaux: você visitará Nantes, a cidade medieval de Clisson e, especialmente, vai saborear o famoso muscadet!
  • Entre Champtoceaux e Saumur: você entrará no campo dos vinhos de Anjou, Saumur, Layon Crémant de Loire. Você não pode deixar de visitar a Abadia de Fontevraud, Angers, Saumur e seus castelos.
  • Entre Saumur e Chenonceau: a rota do vinho de Touraine, país de Rabelais: os vinhos de Chinon e Bourgueil irão seduzi-lo. Você acompanhará seus passeios de degustação de castelos Chinon, Amboise, Chenonceaux, Azay le Rideau e adegas de tufo.
  • Entre Chenonceau e St Aignan: você irá a Sologne através do Vale de Cher, onde irá visitar Cheverny, Chambord, e Valençay, enquanto continua a saborear o vinho de Touraine.

Podemos acrescentar ao seu percurso outra rota turística das vinhas do prestigiado Coração da França para degustar o Menetou Salon, Quincy, Reuilly, Sancerre, Pouilly-Fumé, cujas terras dominam o rio no centro do país.

Ainda sim, se você quiser se aventurar pela região de bicicleta ou a pé, indico essas rotas:

  • 20 quilômetros em torno de Amboise e Montlouis.
  • 30 quilômetros em torno de Chinon e da península de Veron.
  • Caminhar pelo Panzoult para descobrir AOC Chinon.
  • Caminhar em Saint Ouen les Vignes, provar o AOC Touraine Amboise.
  • Passear em Vernon sur Brenne.

Incrível => Castelos e degustação de vinho no Vale do Loire

 

Rhone

região francesa famosa pelos vinhos

Avignon é uma das cidades mais bonitas da França.

O rio Rhone é um dos maiores da Europa, com o curso das águas que nascem na Suíça e termina em solo francês (cidades Lyon, Avignon e Arles), que vai te guiar para uma das melhores vinícolas do país. Conheça melhor o mapa da França.

Ao percorrer rota do vinho na França desta região, você vai cruzar duas entidades geográficas distintas: a primeira marcada pela verticalidade de suas encostas, bem exposta ao sul sob clima continental; enquanto que a segunda, é ao sul, encenando seus vinhedos em uma terra mais árida entre a oliveira e a lavanda.

Fora da França, entre Vienne e Valence, você irá saborear a muito apreciada Côte-Rôtie, o Condrieu, o Château-grillet, o Saint-Joseph e o Hermitage.

As estradas entre Montélimar e Avignon farão você descobrir as denominações de Châteauneuf-du-Pape, Costières-de-Nîmes, Luberon, Gigondas e Vacqueyras. Uma curiosidade: uma carta de qualidade das adegas de degustação foi criada no Vale do Rhône, “Inter Rhône”.

Vinícolas famosas da França

Vinícolas de Séguret | Foto: Varaine, via Wikimedia Commons.

Como o roteiro é da França, vou sugerir um roteiro que vale a pena conhecer no país:

Em 60 quilômetros, você partirá de Suze-la-Rousse para Valréas e  passará por Saint-Pantaléon-les-Vignes, os denominados Côtes-du-Rhône-vilarejos, a ponte romana de Nyons ponte e a aldeia de Vinsobres. Cairanne será o seu próximo destino de alto nível, com a denominação Côtes-du-Rhône-villages.

Vale a pena falar das estradas das grandes denominações. Em Rasteau, saboreie os vinhos doces naturais (Rasteau rancio, Muscat de Beaumes-de-Venise), além de conhecer as 5 grands crus: Gigondas, Beaumes-de-Venise, Château-Neuf-du-Pape, Tavel e Lirac.

Em seguida, você vai para Séguret, aldeia soberba que produz um vinho tinto robusto. Beaumes-de-Venise vai recebê-lo com seu famoso Muscat para levá-lo para Châteauneuf-du-Pape, onde você vai saborear o AOC Château-du-Pape, o mais seco do Vale do Rhone, em um Museu do Vinho Brotte que vale a pena uma visita.

Roquemaure, Tavel e Lirac (AOC Lirac), apresentam vinhos tintos fortes o suficiente para completar a sua jornada de 87 quilômetros no total do percurso. Descubra também como é o inverno na França.

Dois outros circuitos na parte sul do Vale do Ródano valem a pena você conhecer: de Apt a Cavaillon, 41 km, onde você descobrirá os vinhedos do Luberon e a estrada Costières-de-Nîmes, que levará 60 quilômetros de Saint-Gilles para Montcalm.

Confira => Excursão grandes vinhedos de Avignon

 

Corséga

Praias mais bonitas da França

Costa da Córsega é repleta de praias paradisíacas.

A ilha chamada Córsega não é um destino tão óbvio quando falamos sobre a rota do vinho na França, mas pode ter certeza que você irá se surpreender com as delícias que essa região poderá te trazer.

Essa pérola que se eleva a 2.000 metros no meio do Mediterrâneo é um paraíso para se aproveitar as praias, a cidade e claro os vinhos!

Como trata-se de uma ilha ao sul da França, para chegar até ela recomendo utilizar uma companhia que faz voos low cost Europa, para fazer o trajeto de Paris para Ajaccio ou bastia, que dura cerca de 4 horas..

Considerando que a região recebe muito sol por ano, existem três variedades principais de uvas que produzem vinhos como: Niellucio, Sciaccarellu e Vermentinu; esse último às vezes chamado de malvoisie da Córsega para os brancos. Existem 9 Denominações de origem protegidas, entre as quais, a primeira delas, em 1968, o Patrimônio.

Também vale a pena mencionar o AOP Ajaccio, Córsega Calvi, Córsega Coteaux de Cap Corse e por ai vai. Sem falar nas regiões geográficas protegidas, que representam metade da produção de vinhos da Ilha de Beauté.

Roteiros para rota do vinho na França

Vinícola da rota de Ile de Beauté | Foto: Pierre Bona, via Wikimedia Commons.

A rota do vinho da Ile de Beauté vai levá-lo das encostas de Cap Corse, no norte, até os vinhos de Porto-Vecchio e Figari; no sul, através de Calvi e Ajaccio, a maior cidade da Córsega. Basta ir ao longo da costa para descobrir a vinhas!

Muitas vinícolas poderão te receber para uma degustação de vinhos, apresentando métodos de vinificação e falar sobre sua herança e valores.

Vai viajar e precisa ter internet 100% do tempo no seu celular?

Ter internet é essencial para usar aplicativos como Uber e Google Maps, além de conversar no WhatsApp e postar aquela foto no Instagram.

Devido a nossa parceria com a EASYSIM4U, clicando no botão abaixo você ganha o frete grátis para comprar qualquer chip e receber em casa, e assim ter conexão em até 210 países.

 

Você irá notar também que a grande maioria dos viticultores da região da Córsega são mulheres, outra característica deste terroir único.

Deixe-se encantar pelas paisagens da região e sua gastronomia (lonzu, prisuttu, queijo brocciu). O passeio cultural inclui descobrir no coração das vinhas: o porto de Centuri, a torre de Macinaggio, a cidadela de Calvi, o Golfo de São Lourenço, as cidades de Bastia e Bonifacio. Você ficará deslumbrado com as riquezas culturais da ilha.

Confira algumas rotas do vinho ao longo da costa para uma viagem rica em descoberta enológica, gastronômica e cultural:

  • Descubra Cap Corse, de Luri a Macinaggio por 53 quilômetros. Você vai descobrir Pino, Centuri, uma das mais belas aldeias de Cap Corse, Rogliano, Tomino, Macinaggio, seu lindo porto.
  • A vinha de Patrimonio no norte da ilha, a 60 km, de Saint-Florent a Patrimonio via Oletta.
  • A vinha de Balagne irá levá-lo de Calvi a Lavatoggio por 63 km. Você não pode perder a visita da cidadela de Calvi Lumio, o convento de Corbara, Pigna, Sant’Antonino e Feliceto para finalizar a aventura.
  • A vinha de Porto-Vecchio por 46 quilômetros até Solenzara.
  • As vinhas de Ajaccio e Sartène: a rota será em duas etapas, de Sagone a Porticcio por 47 quilômetros e Porticcio a Sartène por 90 quilômetros.

Delícia => Degustação de vinhos nas ilhas de Ajaccio

 

Borgonha

Rota dos grand crus Borgonha

Vinícola em Côtes de Nuits | Foto: lle-de-re, via Wikimedia Commons.

Borgonha é uma região maravilhosa pra conhecer, seja pela gastronomia, riqueza e beleza natural, ou então pelos vinhos de  altíssima qualidade. São muitos circuitos, degustações de vinhos, vinhas para descobrir em um fim de semana, afinal as cidades da Borgonha ficam relativamente próximas de Paris.

Seguir a rota do vinho da Borgonha é conhecer o modo de vida da região, seus vinhos, sua gastronomia e seu extraordinário patrimônio histórico em de 60 quilômetros através das aldeias de vinhos de Côtes de Nuits e Côtes de Beaune, com paradas obrigatórias entre Dijon, Beaune e Santenay.

Sua rota é marcada com sinais turísticos marrons indicando as principais etapas, como a estrada de Grands Crus ou a aldeia de Nuits-Saint George. Visite também os principais pontos turísticos de Paris.

A Borgonha se espalha ao longo de vários departamentos franceses (pra mim são como aldeias) e diversos vinhedos, como os de Chablis e de Mâconnais, você terá que viajar 220 quilômetros para alcançar ambas as extremidades; além de descobrir um vasto território e uma infinidade de solos.

Rota do vinho na Borgonha

Patrimônio histórico, Hospício de Beaune é um dos atrativos da região.

Entre os locais turísticos que alinham a sua rota, aconselhamos que você pare em Beaune (capital dos vinhos da Borgonha) e aproveite para visitar os famosos pontos turísticos da cidade, como o Hospício de Beaune (Hôtel-Dieu Museum), um monumento gótico da Idade Média. Esta é sua primeira viagem ao país, então confira as dicas da França.

Ao percorrer a região, você ficará surpreso(a) ao reconhecer os nomes dos vilarejos que você encontra no rótulo das garrafas como: Chablis, Gevrey-Chambertin, Chambolle-Musigny, Meursault, Pommard, Puligny-Montrachet e Rully. Recomendo também que, durante o seu passeio, prove os vinhos da Borgonha em Côte de Nuits, no eixo Dijon – Corgoloin.

Esta viagem dedicada as vinícolas será entre visitas a adegas, casas de comércio ou fazendas, mas também o levará pelas estradas de uma região com incrível herança culinária e produtos locais exclusivos, como o famoso queijo local Epoisses, que combina demais com vinhos franceses.

Existem 5 rotas principais para descobrir os vinhos da Borgonha. Confira quais são:

  • Rota dos Grands Crus da Borgonha: com mais de 60 km. Aproveite a oportunidade de andar no lendário Nationale 64, que atravessa  a Côte de Nuits e a Côte de Beaune, com suas aldeias mundialmente famosas, nomeadas em homenagem aos maiores vinhos da Borgonha, como Vougeot, Romanée-Conti. Esta rota, criada oficialmente em 1995, é marcada por sinais, portanto você não corre o risco de se perder.
  • Grande Rota do Vinho na Côte Chalonnaise: na extensão sul da Côte de Beaune, a rota Grands Vins leva você para descobrir a costa Chalonnaise. Quarenta travessias comuns, igrejas românicas e lindos bosques; alguns dos nomes mais conhecidos no seu caminho incluem Rully e Mercurey para os vinhos vermelhos, Montagny e Givry para os vinhos brancos.
  • Vinhedo Yonne: esse roteiro inclui passear pelo Chablisien, Auxerrois, Tonnerrois e Yonne; este último é conhecido principalmente por Chablis, oferece uma grande variedade de vinhos para você descobrir.
  • Tour do vinho Mâconnais: na região sul dos vinhedos da Borgonha, a  rota turística Mâconnais leva você aos vinhos de Mâcon, Pouilly-Fuissé e Saint-Véran.  Em um lugar próximo, faça um pequeno desvio para poder visitar o fabuloso local da Roche de Solutré e a Abadia de Cluny.
  • Descobrir Crémant de Bourgogne: Na estrada do Crémant de Bourgogne, pare o carro para provar todos os tipos de crémants. Uma viagem no país Châtillonnais para descobrir os vinhos espumantes da Borgonha também valerá muito a pena.

Lembrando que essa é uma ótima região também para ser descoberta a pé ou de bicicleta.

Saboreie => Excursão vinhos da Borgonha

 

Desfrute da rota do vinho na França

A intenção desse artigo é mostrar a você as melhores opções de rota do vinho na França, de quebra fazendo-o conhecer as belezas desse país tão rico e cheio de surpresas.

Cada região da França tem um tipo de culinária e vinho, aproveite para degustar todas elas, afinal tudo isso também faz parte da sua história.

Recomendo também o artigo viajar pela França, com dicas de deslocamento via carro, trem, ônibus e avião, o que irá facilitar muito seu roteiro, até mesmo se vier ou for para outro país.

Espero que tenha gostado das minhas dicas de rota do vinho na França, acredito que tem uma imensa importância conhecer bem o seu destino de viagem para poder aproveitar ao máximo o que ele tem a te proporcionar; além de estar preparado(a) para o que vier a encontrar. Santé!

Para finalizar, veja esse vídeo feito pelo site oficial de turismo na França sobre a La Cite du Vin:


E você, quais destes destinos da rota do vinho na França gostaria de conhecer? Tem alguma dica de roteio? Deixe sua resposta nos comentários!

Você também vai gostar

Deixe um Comentário

* Ao usar o formulário você concorda com o armazenamento dos dados nesse site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumimos que você concorda, mas pode desabilitar se assim preferir. Aceitar Saiba Mais