Home » 10 dicas da França: tudo para primeira viagem

10 dicas da França: tudo para primeira viagem

por Eduardo Dias Araujo
Publicado: Última Atualização em 0 comentário

Saber dicas da França te ajudará a planejar melhor a sua viagem e prevenir muitos perrengues. Eu, por exemplo, antes de vir morar em Paris, procurei e perguntei para muitas pessoas como tudo funcionava por aqui. A moeda, a comida, a segurança, a língua e até o que levar durante a viagem, já que sempre temos aquela dúvida do que vale a pena comprar fora do Brasil.

A França é um país desenvolvido com uma cultura extremamente demarcada, tanto no comportamento dos nativos quanto na culinária, senti isso mesmo vivendo em uma cidade grande e cosmopolita como Paris.

Nem sempre lembramos ou sabemos de todas as coisas antes de embarcar. Pensando em tudo isso, separei dicas da França e também da capital, Paris, para você aproveitar melhor a sua viagem, principalmente se essa for a sua primeira vez no país.

Planeje sua viagem => Hotéis baratos na França

Seguro viagem Europa »

Dicas da França para você se dar bem

Acredito que se você planeja viajar, uma das primeiras coisas que vem em mente é o que levar, como estará o clima, onde trocar Real por Euro entre outras preocupações.

Para não tornar uma coisa boa que é viajar em um pesadelo, sugiro que você comece a fazer um checklist de tudo o que precisa levar. Planejamento e organização são a chave do sucesso em sua viagem. Para te ajudar, separei algumas dicas da França para você se dar bem.

 CLIQUE AQUI agendar os melhores tours guiados na França »

 

Dica 1: Melhor época

Dicas da França

No verão, as cidades da Riviera Francesa ficam mais caras.

A época de férias na França é entre julho, agosto e setembro. Por ser a época de verão tudo fica mais caro já que é alta temporada em todo o país, principalmente nas cidades da costa marítima. É para lá que os parisienses se refugiam durante os dias quentes de férias.

Mesmo que os custos da viagem se elevem, como hospedagem, comida e passeios na França, vale a pena viajar nessa época, principalmente se você gosta de praias.

Você poderá conhecer cidades deslumbrantes como Cassis, Marselha, a ilha de Córsega e Nice, por exemplo.

Apesar os preços aumentarem, tudo fica mais badalado e as temperaturas estão ideais para aproveitar uma boa praia. Além disso, todos os comércios estarão abertos.

 

Outras estações na França

Já se você não faz questão de conhecer as praias francesas, então aconselho vir em outras épocas do ano. O outono por aqui é lindíssimo e os preços não são tão salgados, além de não estar tão frio.

E essa é, sem dúvida, uma das dicas da França para levar em consideração. Afinal, você vai economizar muito com passagem viajando no outono.

Na época do Natal os preços também sobem um pouco, o que pode não ser vantajoso para quem quer fazer compras, mas vale a pena também se deslumbrar com as decorações.

O único empecilho será o frio, que costuma atrapalhar atividades externas, como passear de barco no Rio Sena, por exemplo.

Eu moro em Paris e para mim a melhor época do ano é a primavera (de março a maio). Nessa época tem menos turistas, (embora a capital da França seja repleta de turistas o ano todo), o clima é ameno, você conseguirá fazer atividades externas como ir aos parques e ver o florescer das tulipas, e os preços não são abusivos.

Entretanto, vale lembrar mais uma vez que tudo depende do seu gosto e dos seus objetivos de viagem. Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, confira este artigo completo sobre o clima na França.

Experiências => Passeios inesquecíveis em Paris

 

Dica 2: Moeda da França

compra de Euro

Compre o Euro turismo ainda no Brasil e nunca nos aeroportos.

O primordial ao começar a organizar a sua viagem é começar comprando o Euro turismo. Uma das mais importantes dicas da França para quem vai viajar para cá (ou para qualquer outro país) é nunca comprar a moeda local nos aeroportos, pois você irá pagar bem mais caro.

Para ir para a França, você pode levar o seu cartão de crédito internacional, cartão pré-pago e o dinheiro vivo (euro). Planeje bem as suas despesas para levar o suficiente para toda a viagem.

Sugiro também a ficar sempre de olho na cotação do Euro antes de comprar para conseguir o melhor preço, pois existe uma variação muito grande da moeda de um dia para o outro. Uma solução prática e que economiza tempo e dinheiro é fazer o câmbio online no site da Bee Câmbio, por exemplo.

Além disso, você terá a opção da entrega do Euro na sua casa de forma segura. Está disponível para fazer online também a opção de cartão pré-pago.

Outra dúvida que eu tive é quanto gastar na França. De acordo com os meus cálculos, os custos médios ficam em 100 € por dia, tirando as compras e lembrancinhas.

Prático => Chip na Europa

 

Dica 3: Visto para França

Dicas da França para planejar uma viagem

Certifique-se que a data de validade  | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil, via Wikimedia Commons

Graças a um acordo feito entre o Brasil e a Europa, você brasileiro não precisará de visto para viajar com o propósito de turismo, ou seja, poderá ficar na França por até 3 meses consecutivos.

Quando você chegar no país, passará pelo controle da imigração para conferência dos seus documentos e carimbo do passaporte.

O passaporte é emitido pela Polícia Federal, sendo um documento brasileiro oficial que nos identifica perante as autoridades de outros países.

Outra dica que te dou é olhar a validade do seu passaporte e também não viajar com esse documento próximo da data de validade.

Já vi casos de pessoas que perderam a viagem por saberem somente na hora do embarque que o seu passaporte já tinha expirado. Lembrando que os passaportes brasileiros têm 10 anos de validade. Aproveita para conferir a lista completa dos documentos para viajar para a Europa.

Road trip => Aluguel de carro na França

Sabia que o Seguro Viagem é obrigatório na Europa?

Além de ser obrigatório nos países do Tradado de Schengen, a imigração de qualquer país pode solicitar o documento para permitir ou negar sua entrada.

Faça uma cotação online na Seguros Promo, comparando o preço nas melhores seguradoras. Aproveite e ganhe até 10% de desconto usando o cupom VIAJARNAEUROPA, é só clicar no botão.

 

 

Dica 4: Comida na França

Mercados na Europa

Os supermercados são boas opções para encontrar alimentos com restrição de ingredientes.

Para quem tem alguma restrição alimentar como vegetarianismo, veganismo ou alergia ao leite, na minha opinião Paris não tem muitos restaurantes com comida sem fonte de origem animal, exceto hamburguerias e pizzarias que são um pouco mais inclusivas. Essa dificuldade se deve à tradição da culinária francesa, onde quase tudo é feito à base de manteiga, leite e carne.

Já nos supermercados há mais variedade de produtos orgânicos, vegetarianos e veganos, com ótimos preços comparados aos do Brasil. Onde eu costumo comprar os meus produtos é nas lojas Monoprix e Naturalia.

Sabores de Paris => Experiência gastronômica no bairro Marais em Paris

Dica 5: Segurança na França

Dicas da França para viajar para Paris

Locais com muitos turistas são os preferidos dos pickpockets.

A segurança da França foi uma das coisas que eu mais senti diferença em relação ao Brasil. Você poderá andar tranquilamente pelas ruas em qualquer hora, até mesmo de madrugada. Mesmo assim, vou fazer algumas ressalvas.

Por conta da grande quantidade de turistas, uma desvantagem de Paris são os pickpockets, ladrões que furtam dinheiro, documento e principalmente o celular, sem que você sequer perceba.

Eles ficam principalmente em transportes, museus, monumentos, entre outros locais mais lotados. Você vai observar inclusive que em todo lugar existem avisos para te lembrar da existência deles e para tomar cuidado. Já conheci muita gente que foi furtada em Paris.

Golpes e outros cuidados em Paris

Um das dicas mais importantes é tomar cuidado com os golpistas. Normalmente, são pessoas que forçam você a “comprar” pulseiras na frente dos monumentos (acontece mais na escadaria da Sacré-Couer, em Paris).

Na verdade, eles colocam a pulseira no seu braço dando um nó cego e te pedirá uma quantia de dinheiro. O melhor a fazer é não parar, não deixar ninguém colocar nada na sua mão e dizer que não quer nada.

Existem vários golpes relacionados com jogos ou com abaixo-assinado, não caiam nessa para não “perderem” dinheiro à toa.

Existem também as manifestações dos “gilets jaunes” (coletes amarelos) que são intermináveis. Mas não se preocupe, eles não machucam ninguém, é uma briga entre o governo e a polícia.

Só tente ficar longe dos pontos de encontro das manifestações que acontecem sempre aos sábados.

Outro detalhe: para as mulheres, aqui é bem mais fácil andar com qualquer tipo de roupa ou até sozinha na rua, pois você não será julgada ou sofrerá assédio.

Estava acostumada a sair no Brasil e me sentia muito mal com isso. Aqui, o assédio é muito raro. Só aconteceu uma vez comigo quando fui para um bairro mais afastado de Paris.

Roteiro => Viajar pela França

 

Dica 6: Tomada e eletricidade na França

Tomadas em Paris

As tomadas francesas são de 2 pinos. | Foto: Aline Derísio.

Uma das minhas dicas da França é com relação às tomadas. Por aqui, elas são de dois pinos, parecidas com as que tínhamos no Brasil antes da mudança para as de 3 pinos. A única diferença é que as tomadas de toda a Europa têm um fio terra, mas isso não te atrapalhará em nada.

Geralmente, não há a necessidade de um adaptador, o que facilita nossa vida. Entretanto, se você pretende levar equipamentos da Apple com pino chato, aconselho a comprar um adaptador universal para levar.

Outra dica é que aqui a eletricidade é de 230 volts e, no Brasil, a voltagem varia entre 127 e 220 volts. Por isso, preste atenção antes de trazer o seu secador, chapinha ou qualquer outro aparelho elétrico.

A maioria das baterias e carregadores de celular tem uma variação de voltagem de 90 a 240 volts, dando para viajar o mundo inteiro com eles, se servir na tomada, claro!

Economia => Passagem para Europa

 

Dica 7: Língua na França

Como entrar na França dicas

Placas de sinalização em francês.

A língua oficial da França é o francês, que é originado do latim e do celta. Sei que você já ouviu falar muitas vezes que o francês não gosta de falar inglês, mas tenho uma opinião diferente sobre isso.

Primeiro, que a maioria dos turistas vem para a França não fazendo questão de falar uma só palavra em francês e isso já faz qualquer um ficar irritado.

Segundo, quase todos os turistas esquecem de ser educados mesmo ao falar em inglês e não iniciam a conversa com “Bom dia, senhor” ou “Com licença, senhor”. O normal é que as pessoas já comecem direto fazendo milhares de perguntas sobre onde é tal lugar.

Em terceiro lugar, a maioria dos franceses sabe falar inglês, pois como no Brasil está na grade curricular na escola. Como a maioria das cidades francesas é turística, ou seja, os funcionários dos restaurantes, lojas e museus sabem falar inglês e até português, pois por aqui tem muito imigrante de Portugal.

O que eu quero dizer com isso tudo é para você ficar tranquilo quanto a saber se comunicar. Falando um pouco de inglês, fazendo mímica e sendo educado tudo dará certo. Afinal, a França é um país desenvolvido e globalizado.

Saiba como => Viajar barato para Europa

 

Dica 8: O que vale a pena levar na viagem

Esmalte para as unhas no exterior

Esmaltes e outros itens para as unhas compensam serem levados do Brasil.

Mesmo não sabendo quanto tempo você irá ficar na França, vou citar alguns itens em que senti e sinto falta por não existirem por aqui (ou por serem bem mais caros que no Brasil).

O primeiro item são produtos para unha. Aqui, tem esmaltes de qualidade, mas são bem caros e custam cerca de 11 €. Além disso, a variedade de cor não é a mesma do Brasil. Alicate, lixa e outros itens também são caros, se você faz questão como eu de sempre estar com as unhas feitas é melhor trazer.

Algo que sempre está em minha lista é medicamento. Sempre trago uma pequena farmácia na minha mala, com receita claro, para não ter problema no aeroporto.

Em outros países, o nome dos medicamentos mudam e a língua pode ser uma barreira se você tiver que comprar um simples antialérgico, por exemplo.

Agora, algo que eu acho que vale a pena comprar por aqui é shampoo, condicionador e hidratante corporal. A água de toda a Europa é calcária, ou seja, passa por muito tratamento, ficando com bastante magnésio e cálcio.

O cabelo cai, fica com aparência de sujo, perde o brilho e a pele resseca facilmente. Os produtos franceses são preparados para esses contratempos da água, proporcionando uma hidratação mais profunda. Não fazem milagres é claro, mas já ajuda.

Melhores => Passeios na Europa

Vai viajar e precisa ter internet 100% do tempo no seu celular?

Ter internet é essencial para usar aplicativos como Uber e Google Maps, além de conversar no WhatsApp e postar aquela foto no Instagram.

Devido a nossa parceria com a EASYSIM4U, clicando no botão abaixo você ganha o frete grátis para comprar qualquer chip e receber em casa, e assim ter conexão em até 210 países.

 

 

Dica 9: Clima na França

Jardim das Tuilleries em Paris

Uma das dicas da França é viajar no Outono | Foto: Valerii Tkachenko, via Wikimedia Commons.

O clima na França é temperado e agradável variando de acordo com as regiões. As temperaturas costumam ser amenas, mas as diferenças entre as estações do ano são bastante expressivas, ou seja, bem demarcadas.

O verão na França é bem quente e varia de acordo com a região, sendo muito parecido com o do Brasil. A maior diferença é que o clima aqui é mais seco.

No ano de 2019, as temperaturas chegaram a 42,6°, devido a uma onda de calor chamada “Canicule”. Sofri muito nessa época e por isso não te aconselho a viajar no mês de julho, que costuma ser o mais quente.

Mesmo assim, as cidades francesas enchem de turistas nessa época do ano devido às férias escolares, principalmente nas praias do sul da França que são as mais belas. Quanto às chuvas, não são frequentes no verão, diferente dos países tropicais.

Sempre digo que a melhor época para visitar o país é na primavera, entre os meses de março a maio, pois o tempo é o mais agradável e ameno, nem tão quente e nem tão frio.

Além disso, sol aparece apesar das frequentes chuvas. Em abril, costuma ser um mês com muita chuva, então aconselho sempre andar com um guarda-chuva. Essa, aliás, é uma das minhas principais dicas da França.

 

Outono na França

Já no outono, nos meses de outubro a dezembro, o sol faz belas aparições, mas o clima costuma ser úmido. O que vai encher os seus olhos são as ruas e parques cobertos de folhas em tons marrom e amarelo degradês. As cores da cidade ficam com mais contraste, embora os dias fiquem mais curtos e frios.

O mês mais quente é julho e o mais frio é novembro. É nesta época que ocorrem muitos festivais gastronômicos, principalmente nas cidades turísticas da França. Falando nelas, confira uma lista com as mais bonitas cidades da França para um roteiro de viagem pelo país.

O inverno é frio, mas em Paris, por exemplo, quase não neva. O que poderá fazer as temperaturas baixarem ainda mais são as chuvas, mas que não acontecem com tanta frequência.

Eu acho uma das épocas mais bonitas no país, os telhados ficam cobertos de neve em algumas cidades e além do delicioso e mágico clima natalino.

A melhor dica que te dou é não subestimar as previsões meteorológicas, sempre veja na internet quanto está a temperatura antes de sair de casa, se vai fazer frio, chover, etc.

Dica => Roteiro para viajar sozinho na Europa

Dica 10: Qual país viajar junto com a França?

Vista de Londres

Londres, na Inglaterra, é uma boa opção para adicionar ao roteiro.

Muitos me perguntam qual é o melhor país para visitar junto com a França e eu sempre digo que a melhor opção são os que fazem fronteira: Itália, Suíça, Luxemburgo, Alemanha, Bélgica, Espanha, Inglaterra e Andorra.

Todos esses são de fácil acesso. Somente na Inglaterra é que você terá que passar pelo Canal da Mancha, o que faz com que a passagem de trem seja um pouco mais cara, entretanto, vale a pena.

Outra dica: reserve pelo menos 4 dias para conhecer bem uma cidade, pois não adianta querer conhecer muitos países se você não terá tempo. É melhor conhecer bem uma região do que só passar por ela para falar que conheceu. Já vi muita gente fazer isso (eu, inclusive) e se arrepender.

Roteiro completo => Países da Europa

 

Dicas da França para curtir sua viagem

Conhecer e planejar bem o país em que você irá visitar durante as férias é a chave para aproveitar ao máximo a sua viagem e evitar contratempos. Eu mesma já queimei secador, fiquei sem carregar o notebook, sem dinheiro, entre vários outros perrengues durante uma viagem.

Esteja preparado para eventuais intercorrências contratando um bom seguro de viagem e leve na sua mala somente o essencial para não ficar carregando muito peso à toa.

O importante mesmo é se jogar em um país maravilhoso como a França, fazer amizades e aguçar todos os seus sentidos. Tenho certeza que a sua experiência será inesquecível. Bon voyage!

Aproveito para finalizar este artigo com mais imagens de Paris. Afinal, quem não a ama? Veja o vídeo feito pelo site oficial de turismo na França:

Tem mais dicas da França que você gostaria de compartilhar? Aproveite para fazer isso nos comentários abaixo. 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DE

Deixe um Comentário