Dicas de roteiro para viajar sozinho na Europa

por Pâmela Queiróz

Está em busca para onde viajar sozinho na Europa? Bom, se o seu plano é realmente esse, fazer um roteiro de viagem sozinho na Europa, para desfrutar de países como Espanha, Portugal e outros; para aproveitar cidades como Barcelona, Paris e outras, este post é para você! Ao longo do texto você terá as melhores dicas para preparar o melhor roteiro da sua vida!

Na oportunidade, listo algumas das melhores cidades para o seu roteiro individual. Está pronto? Pois se liga nas dicas! Todavia já posso adiantar uma coisa: não tema viajar sozinho na Europa. Acredite: essa viagem pode ser mais fácil, simples e proveitosa do que você imagina!

Planeje sua viagem => Hotéis mais baratos na Europa

Seguro viagem Europa »

 

Destinos para viajar sozinho na Europa

  • Florença, Itália
  • Bruxelas, Bélgica
  • Veneza, Itália
  • Madrid, Espanha
  • Lucerna, Suíça
  • Barcelona, Espanha
  • Berlim, Alemanha
  • Estocolmo, Suécia

CLIQUE AQUI agendar os melhores tours guiados na Europa »

 

Melhor roteiro para viajar sozinho na Europa

1) Florença, Itália

roteiro viagem sozinha europa

Foto: Architas, via Wikimedia Commons.

Florença é outro destino que você poderá conhecer sozinho. A cidade abriga museus, igrejas, monumentos, praças e edifícios. Só para ilustrar, algumas obras de arte ou prédios possuem mais de quatro séculos de idade.

Além disso, Florença é daqueles roteiros que vão te distrair, principalmente se você for fã de fotografia. Isso porque o lugar inspira e respira arte.

Não é à toa que ela já foi cenário de filmes por diversas vezes. Então, caso não queira voltar desta viagem com um novo amor, foque o olhar nas construções antigas da cidade.

Experiências => Passeios na Europa

 

O que fazer em Florença?

viajar sozinho espanha

Ponte Vecchio | Foto: I, Targeman, via Wikimedia Commons.

Como eu disse acima, a cidade tem muita história. Você poderá conhecer a Basílica di Santa Maria del Fiore. Esta é uma das mais famosas do mundo, não só por que demorou quase 2 séculos para ficar pronta, mas também por ser há mais de 20 anos patrimônio da Humanidade da Unesco.

Outro ponto turístico interessante é a Praça da Catedral ou Piazza del Duomo, em italiano. Nela fica a Catedral de Florença. A critério de curiosidade, esta é uma das catedrais mais visitadas da Itália. Mas se o seu forte não são igrejas, então conheça o Mercado Central de Florença. Este passeio com certeza irá te transportar para perto do Brasil, mas não se engane, o sotaque é bem carregados de Is.

A cidade reserva ainda outros passeios para fazer sozinho e com bastante tranquilidade. Entre eles, visitar uma das pontes mais famosas da Europa, a Ponte Vecchio e a Piazzale Michelangelo, responsável por uma das vistas mais belas da Itália.

Melhores => Hotéis em Florença

 

Como chegar a Florença?

Se você já estiver em algum ponto da Itália você pode chegar a Florença de comboio ou autocarro. Mas se não for este o caso, mais uma vez poderá fazer a viagem de avião.

Imperdíveis => Passeios em Florença

 

Por que visitar Florença?

Além de ter um ar fresco e muito acolhedor para quem viaja sozinho, a cidade também é culturalmente rica. Os turistas podem visitar em Florença o Museu Galileo e a Galleria Degli Uffizi.

Vale ressaltar que um está ao lado do outro. Ou seja, esta dica é quase – visite um, conheça dois. Além disso, a cidade também é um ótimo local para se fazer caminhadas.

Isso não só por que é seguro andar pelas ruas de Florença, mas também por que elas são preservadas. Mas neste caso, para que você não se perca, compre um mapa turístico e bom passeio!

Prático => Chip na Europa

 

2) Bruxelas, Bélgica

viajar sozinho para barcelona

Bruxelas é umas cidades que valem a pena visitar na meia estação.

A Capital da Bélgica, Bruxelas, também é a maior área urbana do País. Se a sua viagem for rápida ou longa, não se preocupe. Em dois dias, por exemplo, você consegue conhecer pelo menos 10 pontos turísticos da cidade.

Entre os passeios estão caminhar pela Praça Grande, fazer compras nas Galerias Reais Saint Hubert e visitar a Catedral de São Miguel e Santa Gudula.

Bruxelas é um daqueles destinos que pode agradar diferentes gostos. A cidade reserva ainda locais para provar mexilhões, como o Chez Léon, próximo à Praça Grande, ou Grand Place, como se diz na cidade; o Cirio, espaço para beber um drink, conhecer gente nova ou apenas comer petiscos.

Recomendo também o Fin de Siècle, restaurante belga tem influências italianas e asiáticas, mas fica perto da Balsa, ou seja, mais um passeio que se pode fazer e conhecer dois locais ao mesmo tempo.

Como funciona => Aluguel de carro na Europa

 

O que fazer em Bruxelas?

viajar sozinho para paris

Galerias Reais Saint Hubert | Foto: Donaldytong, via Wikimedia Commons.

Em Bruxelas você poderá optar por conhecer praças, igrejas, parques e palácios. O destino é bem europeu. Mas cada cidade reserva uma surpresa e a capital belga tem as suas.

Entre elas está Bruges. Ao lado de Bruxelas, nos últimos tempos a sua beleza tem superado o número de visitantes em relação ao município vizinho. A cidade se tornou famosa devido a estrutura medieval. Além disso, você pode conhecer diversas Praças.

Vamos começar pela Maior, conhecida também como Markt, por ser sede de um mercado tradicional aberto somente aos sábados; Belfort, que reserva uma das melhores vistas da cidade e Burg, que compete com Belfort pelo título de praça mais linda de Bugres.

De volta a Bruxelas você pode fotografar ainda o Manneken Pis, um dos símbolos da capital. Criado em 1388, a estátua de aproximadamente 50 centímetros fica na parte antiga da capital belga, entre as ruas L’Etuve e Chene, perto da Praça Grande.

Seleção => Hotéis em Bruxelas

 

Como chegar a Bruxelas?

Bruxelas é uma das cidades europeias com uma das melhores conexões. Você pode chegar na capital belga pelos aeroportos de Charleroi e Bruxelas. O primeiro fica a 55 quilômetros ao Sul da Capital, já o segundo é o principal do país.

Melhores => Tours guiados em Bruxelas

 

Por que visitar Bruxelas?

Este destino é indicado não só por ser seguro, como também por reservar muitas opções turísticas. Ao todo, a cidade oferece mais de 10 museus e galerias de arte.

Adianto que a sua lista não pode deixar de fora o Museu da História em Quadrinho, o Instituto Real de Ciências Naturais e o Museu Magritte. Por outro lado, se você tiver pouco tempo vale a pena comprar tanto os bilhetes de entrada nos museus, quanto do transporte público com antecedência.

Outra sugestão é visitar a MiniEuropa e o Atomium, um dos símbolos mais importantes de Bruxelas. Os passeios devem ocupar uma manhã, mas são acessíveis por meio do metrô, o que facilita a visita dos turistas e evita atrasos.

Descubra => Quantas milhas preciso para viajar para Europa?

 

3) Veneza, Itália

viajar sozinha portugal e espanha

Navegue pelos canais de Veneza.

De volta a Itália, agora meu amigo viajante o seu destino é a Veneza. Localizada ao norte da Itália, com certeza você já ouviu falar sobre ela. Veneza possui 117 pequenas ilhas separadas por uma rede de canais.

A cidade é toda ligada por pequenas pontes. Apesar de ser considerada uma das mais românticas do mundo. Este destino não deve ser deixado de fora da lista de quem quer viajar sozinho.

Uma vez que é claro, a cidade não é visitada o tempo todo apenas por casais. Além disso, lá você poderá passear pelos canais, em gôndolas e a pé.

Na cidade te esperam a Basílica e a Praça de São Marcos. Vale destacar que ambos são os locais mais famosos da cidade. Em contrapartida, se você chegou a Veneza é por que deseja navegar pelos canais.

Então o seu destino precisa ser o Canale Grande. O nome já diz tudo, ele é o maior canal da cidade. Só para ilustrar, apenas quatro pontes permitem travessia a pé.

Qual a melhor? => Companhia aérea para viajar para Europa

 

O que fazer em Veneza?

viajar sozinho na Europa é uma boa?

Praça de São Marcos | Foto: Zxb, via Wikimedia Commons.

Bom, aqui é que vai o pulo do gato. Lembra que falei acima que você pode e deve viajar sozinho para Veneza? Bom, é que na cidade acontece um dos carnavais mais famosos do mundo.

O carnaval veneziano é tradicional por usar máscaras e fazer com que as pessoas se fantasiem. É claro, tanta festa deixa a cidade cheia, e este é mais um motivo para animar a sua viagem.

Se por um lado você pode optar por agito, por outro pode ser que não. Então vou te deixar duas sugestões mais calminhas. A primeira é o Museu Peggy Guggenheim.

Antigamente Peggy Guggenheim morava no Palácio. Hoje o local abriga obras de Duchamp, Klee, Miró e Picasso. A outra dica é visitar o Campanário. Ele é o prédio mais alto da cidade, com 98,5 metros de altura. O prédio foi construído entre os séculos IX e XII.

Bons => Hotéis em Veneza

 

Como chegar a Veneza?

Chegar em Veneza é mais fácil do que parece. Você pode ir até a cidade de comboio partindo de Roma, Milão e Florença. Contudo, caso prefira, também existem voos diretos para a cidade. Mas vamos combinar, pode ser incrível viajar pela Itália de comboio, não é?

Excelentes => Passeios em Veneza

 

Por que visitar Veneza?

Esse destino, como venho falando desde o momento que fiz a sugestão pode te surpreender. Primeiro por que ao falar em Veneza todos pensam em romance, mas caso você escolha a época certa para visitar a cidade, como no Carnaval, você poderá fazer muitos amigos e não ficar sozinho nem por um segundo.

Além disso, a cidade é Patrimônio da Humanidade da Unesco, o que já vale uma visita. Por fim, apreciar a arquitetura veneziana não custa nada, o que além de lhe render belas fotos, também pode garantir alguma economia.

Sabia que o Seguro Viagem é obrigatório na Europa?

Além de ser obrigatório nos países do Tradado de Schengen, a imigração de qualquer país pode solicitar o documento para permitir ou negar sua entrada.

Faça uma cotação online na Seguros Promo, comparando o preço nas melhores seguradoras. Aproveite e ganhe até 10% de desconto usando o cupom VIAJARNAEUROPA, é só clicar no botão.

 

Excelente => Excursões de natureza e aventura na Europa

 

4) Madrid, Espanha

 Viajar sozinho na Europa para conhecer Madrid

Foto: Tomás Fano, via Wikimedia Commons.

Madrid não só é a Capital da Espanha, como também a maior cidade espanhola. Famoso pelo futebol e semanas de moda, o município também é um ponto turístico para quem viaja sozinho.

Na cidade, a sua única dificuldade será escolher o que fazer! Então anota as dicas a seguir para não perder tempo.

Em Madrid você poderá optar entre ir a teatros, bares, restaurantes, museus, mercados, entre outros passeios. Mas você também pode simplesmente andar e conhecer pontos turísticos.

A primeira dica é conhecer o centro histórico madrileno. Nele as praças são movimentadas e você poderá conhecer o Palácio Real, os jardins e o Templo Debod. O passeio pode ser feito a pé e assim você chegará a Plaza Mayor.

Este é outro ponto turístico bem movimentado da cidade. Mas um dos benefícios desse local é a proximidade com cafés, restaurantes e bares. Só para ilustrar, é na Plaza Mayor que fica a Estátua Equestre de Filipe III.

Saiba como => Viajar barato para Europa

 

O que fazer em Madri?

 Viajar sozinho na Europa tem vantagens?

Teatro Real | Foto: Andreas Praefcke, via Wikimedia Commons.

Em Madri, outra sugestão é aproveitar as ruas movimentadas para fazer caminhadas. Nada melhor para conhecer um lugar que sair andando por ele. A cidade é tranquila para quem deseja viajar sozinho. Então comece seu passeio pelo Mercado de San Miguel.

Ele fica perto da Plaza Mayor. Você poderá encontrar e provar muitas comidas típicas espanholas, como os famosos presuntos, azeitonas, peixes, cervejas, vinhos e aperitivos. Outro lugar que se pode chegar a pé é o Teatro Real. Mas antes de ir, dê uma olhada na programação! Quem sabe além de apreciar a arquitetura do prédio, você ainda assiste uma peça teatral.

Aproveite => Hotéis em Madrid

 

Como chegar a Madri?

Você pode chegar a Madri de avião, caso esteja fora da Europa. Mas assim como outras cidades europeias, você pode visitar a capital espanhola de comboio.

Vale a pena pesquisar o itinerário mais próximo de você para que a viagem seja aproveitada ao máximo!

Ótimos => Passeios guiados em Madri

 

Por que visitar Madri?

Bom, já deu para perceber que a cidade é bem badalada, seja de dia, seja à noite.

Então, todas estas pessoas na rua além de se tornarem uma possível companhia para você que viaja sozinho, também garantem mais segurança aos turistas. Além disso, em Madri se fala espanhol, mais um motivo que facilita a sua viagem e comunicação.

Dicas => Viajar sozinho na Europa

 

5) Lucerna, Suíça

 Viajar sozinho na Europa - devo ou não devo?

Foto: trolvag, via Wikimedia Commons.

Com aproximadamente 76 mil habitantes, Lucerna, na Suíça, é famosa por ser a entrada central do País, mas também por vistas incríveis e clima perfeito para quem deseja esquiar.

A cidade fica entre montanhas, o que garante uma vista impressionante. Além disso, ela é querida pelos turistas devido por conta da proximidade com as montanhas e ofertas de lojas de lembrancinhas.

Só para você ter uma ideia, Lucerna é o ponto de partida de muitos passeios às principais atrações da Suíça.

A viagem até uma das montanhas regionais, como, por exemplo, Pilatus ou Rigi, estão sempre no roteiro turístico. Outros passeios queridos dos turistas são as excursões ao Stanserhorn ou ao Bürgenstock.

Saiba mais => Mês mais barato para viajar para Europa

 

O que fazer em Lucerna?

Viajar sozinho na Europa - tem vantagem?

Museu Suíço do Transporte | Foto: Johnw, via Wikimedia Commons.

Em Lucerna você pode conhecer a Ponte da Capela, Kapellbrücke. Esta é uma das mais antigas pontes de madeira da Europa. Na cidade também fica o Centre de Convenções, onde acontecem os grandes concertos.

Mas para quem prefere um passeio mais cultural, a sugestão é o Museu Suíço do Transporte. Ele é considerado um dos mais distintos da Europa.

Por outro lado, mesmo estando na Suíça, você ainda tem direito a passeios gratuitos, como conhecer o Lago Lucerna ou apreciar as montanhas Pilatus, Rigi e Stanserhorn.

Vale destacar que para acessar as montanhas e ter direito a vista panorâmica é necessário pegar o teleférico!

Contudo, a sua viagem também pode ser planejada por época, já que a cidade conta com diferentes eventos. Neste caso, é mais preferível se planejar para o que mais agrada as suas ambições de viagens.

Entre algumas sugestões estão o Festival de Lucerna, com apresentações de música, ele acontece em novembro. Carnaval de Lucerna super colorido e original é realizado em fevereiro. Balls Festival, festival de música com músicos internacionais, é realizado em julho.

O Festival da Noite de Verão – Luzernfest, acontece em agosto. E por fim, mas não menos importante, o Festival de Blues de Lucerna, ele é realizado sempre em novembro.

Aproveite => Melhores tours em Lucerna

 

Como chegar a Lucerna?

Você pode chegar na cidade de avião, trem, ônibus ou barco. Como sempre venho destacando, tudo depende do seu local de partida e planejamento de viagem.

Mas a dica sempre será, se já estiver pela Europa, optar por fazer viagens terrestres. Esta sugestão inclui fazer novas amizades e conhecer um pouco mais sobre o seu destino.

Lista => Hotéis em Lucerna

 

Por que visitar Lucerna?

Além de se planejar para visitar a cidade quando estiver acontecendo algum evento específico, você também pode conhecer Lucerna fora de hora. Se este for o seu caso, se lembre de visitar a Jesuitenkirche, essa Igreja Jesuíta é considerada uma das mais bonitas da Suíça.

Outra sugestão é passear de barco pela cidade. A dica aqui é usar o mesmo bilhete do comboio no barco. Isso mesmo, se você me deu ouvidos e chegou a Lucerna de comboio, o mesmo bilhete poderá servir para o barco.

Nesse caso, você deve ir até o cais, localizado ao lado da estação de comboio e em seguida embarcar para navegar pelo Lago dos Quatro Cantões.

Se eu ainda não te convenci a conhecer Lucerna, a última sugestão é gratuita e pode me ajudar! No centro da cidade fica o Löwendenkmal, um monumento de leão, esculpido em 1820. A obra é uma homenagem aos soldados suíços que lutaram na revolução francesa e não voltaram para casa.

Veja também => Mapa da Europa atual

 

6) Barcelona, Espanha

Viajar sozinho na Europa para conhecer a Espanha

Museu de arte da Catalunha é um doa lugares para incluir no roteiro.

Barcelona, na Espanha, não é conhecida apenas pelo famoso time de futebol. A cidade é a capital da Catalunha e o segundo município mais populoso do País, com 1,6 milhão de habitantes. Saiba onde ficar em Barcelona.

A cidade fica às margens do Mediterrâneo. Cosmopolita, assim como Paris, ela oferece muito turismo e diversão para quem a visita. Só para ilustrar, ela é uma das cidades mais visitadas da Europa.

Vale destacar que isso ocorre não apenas por causa do turismo, mas também pela quantidade de congressos realizados no município.

Com tanta badalação, é claro, este é o destino perfeito para quem viaja sozinho. Entre outros motivos está a possibilidade de passear por praças, conhecer museus e ir às praias. Barcelona te oferece desde os passeios clássicos, até locais mais desconhecidos, anota as dicas!

 

O que fazer em Barcelona?

Viajar sozinho na Europa é bom para conhecer museus

Museu Nacional de Arte da Catalunha | Foto: Rafesmar, via Wikimedia Commons.

Na cidade você poderá conhecer o Museu Nacional de Arte Catalunha, visitar o Parque Güel – jardim com elementos arquitetônicos produzidos por Antonio Gaudí -, e apreciar a vista da Casa Batlló, outra obra-prima de Gaudí.

Só para ilustrar, o prédio se tornou famoso pela estrutura e cores. E a critério de curiosidade, o local foi construído entre 1904 e 1906 a pedido de Josep Batlló.

Além disso, na cidade ficam ainda o Porto Olímpico e a La Pedrera. Contudo, quero destacar que este são alguns dos pontos turísticos principais, e neste caso, obrigatórios de visitação. Mas Barcelona é repleta de arte e cultura, sendo assim, você pode escolher uma entre muitas opções.

Só para te deixar ainda mais com vontade de conhecer a cidade, vou elencar alguns dos museus instalados nela: Museu Picasso, Museu Europeu de Arte Moderna, Museu Joan Miró, Museu do Modernismo, Museu Egípcio. Ao todo, Barcelona conta com mais de 12 casas de exposição, entre eles estão também o Museu do Chocolate e o Museu de Cera!

Pesquisa => Onde ficar em Barcelona

 

Como chegar em Barcelona?

Em uma cidade tão cheia de vida não seria difícil chegar. Pois é! Você pode visitar Barcelona de carro, comboio, autocarro, avião e até de navio.

Então, agora só precisa decidir a sua cidade de partida e colocar os pés na estrada. Par saber mais leia o post completo sobre como chegar em Barcelona.

Imperdíveis => Passeios em Barcelona

 

Por que visitar Barcelona?

Com tantas opções de pontos turísticos em Barcelona não é preciso dizer mais nada. Mas, ainda assim, quero te deixar mais algumas sugestões para visitar Barcelona e ir, mesmo que sozinho.

E há um roteiro em Barcelona para cada gosto e isso já ficou bem claro! Então caso você queira planejar a sua viagem para Europa no verão, coloquei na sua lista de visitas conhecer as praias de Barceloneta, Somorrostro, Sant Miquel, Nova Mar Bella e Llvant.

Todas elas são lindas e valem uma visita. Além disso, mesmo próximas da cidade, oferecerem um belo pôr do sol.

 Veja também => Cidades perto de Barcelona 

 

7) Berlim, Alemanha

Viajar sozinho na Europa para Berlim

Portão de Brandenburgo em Berlim.

A capital alemã, Berlim, é a minha próxima sugestão para você que deseja viajar sozinho. Ela é a maior cidade do País, com 3,5 milhões de habitantes, também é um dos 16 estados da Alemanha.

Visitar Berlim deve estar na sua lista de locais a se conhecer sozinho não só pela localização, a cidade é facilmente acessada por meio de avião, comboio e autocarro, mas também pela quantidade de histórias inseridas em suas ruas.

Na capital você pode conhecer, por exemplo, o símbolo da Guerra Fria, o Muro de Berlim. Ele dividiu a cidade ao meio por quase 28 anos. Só para ilustrar, a queda do muro foi, com certeza, foi um dos momentos mais importantes do século 20.

Por outro lado, se o seu objetivo é ficar por dentro de espaços artísticos, fica em Berlim a East Side Gallery. Vale destacar que esta visita é imperdível, já que se trata da maior galeria de arte ao ar livre do mundo.

Vai viajar e precisa ter internet 100% do tempo no seu celular?

Ter internet é essencial para usar aplicativos como Uber e Google Maps, além de conversar no WhatsApp e postar aquela foto no Instagram.

Devido a nossa parceria com a EASYSIM4U, clicando no botão abaixo você ganha o frete grátis para comprar qualquer chip e receber em casa, e assim ter conexão em até 210 países.

 

Como funciona => Imigração na Europa

 

O que fazer em Berlim?

 Viajar sozinho na Europa sai barato?

Catedral de Berlim | Foto: Ansgar Koreng, via Wikimedia Commons.

Nesta cidade você não precisa se preocupar por estar sozinho. Isso porque ela te reserva museus, parques e muita história, em outras palavras, você não estará muito sozinho.

Além disso, a capital alemã tem clima extremo, ou seja, caso a visite no verão precisa estar acompanhado de roupas leves, água e proteção solar. No inverno, por sua vez, viaje bem agasalhado.

Nesta visita você poderá conhecer a Catedral de Berlim. Construída entre 1894 e 1905, ela é o prédio religioso mais representativo da Alemanha.

Na cidade também fica o Reichstag, sede do antigo Parlamento Alemão. Por falar no passado, ao visitar Berlim não deixe de conhecer os textos e fotos da Topografia do Terror.

A exposição fica em um solar, em uma parte praticamente intacta do Muro de Berlim. Adianto que nesta mostra você irá encontrar detalhes sobre a segurança de Hitler.

Por outro lado, se você prefere conhecer construções pós-guerra, o Monumento do Holocausto é a minha sugestão.

Só para ilustrar, são 2.711 blocos de concreto posicionados em diferentes alturas. Vale destacar, que este ambiente te trará diferentes reflexões sobre a humanidade.

Busca => Hotéis em Berlim

 

Como chegar a Berlim?

Como já adiantei acima, você pode chegar na cidade através de diferentes meios de transporte. Se a sua escolha for o avião, em Berlim você pode desembarcar no Schönefeld.

Ele fica a 24 quilômetros do sul do Estado. Além disso, caso você viaje dentro da Europa, também existe a possibilidade de chegar ao local de comboio, carro ou autocarro.

Aproveite => Atividades para turistas em Berlim

 

Por que visitar Berlim?

Berlim é uma cidade segura, acolhedora e hospitaleira. Estes três motivos são suficientes para te fazer colocar os pés na estrada.

Contudo, a cidade conta ainda com diversos museus, ruas charmosas e praças. Ou seja, passeios que precisam de nenhum ou pouco investimento.

Além disso, caso você tenha tempo, de Berlim você pode partir para outros três destinos próximos, como Potsdam, o Centro de Concentração de Sachsenhausen e a Casa da Conferência de Wannsee.

Com um roteiro destes, rico em história e muitos turistas nas ruas você irá se sentir, além de acolhido, absorvido por muito aprendizado.

Saiba como => Viajar de trem na Europa

 

8) Estocolmo, Suécia

Viajar sozinho na Europa para conhecer Estocolmo

Foto: Oke, via Wikimedia Commons.

Neste destino temos sugestões para todos os tipos de viajantes. Desde os mais tranquilos, que preferem longas caminhadas pelas cidades europeias, até os mais recheados de história.

Estocolmo, na Suécia, por sua vez, é um dos lugares imperdíveis por sua beleza. A cidade lembra um pouco Amsterdam e Veneza, mas isso apenas por possuir canais e ruazinhas estreitas.

Mas não se engane. A capital e maior cidade da Suécia tem lá os próprios encantos. Entre eles, a Cidade Velha, o Gröna Lund – parque de diversões mais antigo da Suécia e o Museu do Vasa, mais visitado de Estocolmo.

O que fazer em Estocolmo?

Viajar sozinho na Europa para parques de diversão

Parque Grona Lund em Estocolmo.

Em Estocolmo você poderá visitar ainda o Palácio Real – Stockholms Slott, em sueco. Só para ilustrar, o local é a residência oficial do rei da Suécia.

Mas caso você queira se afastar um pouco dos passeios mais tradicionais, não deixe de fora da sua lista conhecer o ABBA Museum. Isso mesmo, a banda ABBA ganhou um museu na cidade e nele você certamente irá conhecer mais algumas histórias do grupo.

Por outro lado, para quem prefere ficar ao ar livre, a cidade oferece a Grande Praça, ou Stortorget, como se diz em sueco. Só para reforçar a importância do lugar, foi ele quem deu origem a cidade de Estocolmo.

Contudo, a cidade também oferece alguns passeios que você não irá encontrar em outros cantos do mundo. Desta vez falo do Skyview – Globen.

A construção em formato esférico propicia aos visitantes uma vista única de Estocolmo. O local também é palco para shows e competições esportivas.

Então, se você ainda não definiu a data da sua viagem, vale a pena dar uma olhada na programação local. Ah, mais uma vez é importante comprar o bilhete de entrada antecipadamente.

Principais => Hotéis em Estocolmo

 

Como chegar em Estocolmo?

Além de ser um destino bem diferenciado e mais fora do comum, você não precisa se preocupar com a língua. Caso você não fale sueco, o que é bem provável, poderá se comunicar sem maiores problemas em inglês. Além disso, a cidade é segura e acolhedora.

Confira => Atividades turísticas em Estocolmo

 

Por que visitar Estocolmo?

Quer mais um motivo para visitar Estocolmo? Se você é fã de seriados vikings, na cidade você poderá visitar o Museu Vikingaliv. Mas o local não possui apenas aparatos dos antigos guerreiros.

Ele conta com fatos históricos e muita pesquisa. Além disso, no local você irá se sentir dentro de uma aldeia dos tempos passados, já que todos os envolvidos na visita se vestem a caráter e usam sons e efeitos especiais para ilustrar o passeio.

Como conseguir? => Cidadania Europeia

 

Por qual razão viajar sozinho na Europa?

Ninguém é obrigado a viajar sozinho rumo à Europa. Não se trata disso. Muito pelo contrário, você só não deve deixar de conhecer o continente europeu se não tiver com quem viajar.

Você leu as inúmeras dicas que escrevi sobre os melhores lugares e cidades que você pode desbravar sem grandes complicações para chegar, se comunicar ou se hospedar em um possível roteiro de viagem sozinho.

Todos os 8 destinos mencionados neste texto são hospitaleiros, seguros e não sem a exigência de visto para turismo. É importante ressaltar, independente do tipo da viagem, que você precisa ficar atento a diversas situações relevantes.

Por exemplo, adquirir entradas para museus e galerias antecipadamente, além de levar algumas cédulas de dinheiro local, cartão de crédito/débito internacional e telefone celular. Recomendo também comprar um mapa para aproveitar melhor os passeios.

Planeje bem o seu roteiro e viaje tranquilo, sem medo de encarar o velho continente sozinho. Acredite: fazer uma viagem assim é uma das grandes experiências de turismo.

Confira agora um vídeo sobre a gastronomia da Espanha, um dos programas interessantes para fazer no país, inclusive durante um roteiro solitário pela Europa. Vídeo feito pelo site oficial de turismo na Europa.

Curtiu as opções de um bom roteiro para viajar sozinho na Europa? Compartilhe a sua opinião nos comentários!

Você também vai gostar

Deixe um Comentário

* Ao usar o formulário você concorda com o armazenamento dos dados nesse site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumimos que você concorda, mas pode desabilitar se assim preferir. Aceitar Saiba Mais