7 cidades baratas para viajar na Europa

por Pâmela Queiróz

Vai ao continente europeu? Então leia este artigo que preparei com as 7 cidades baratas para viajar na Europa. Você já pensou desfrutar de lugares e destinos europeus por um custo de até 45 euros por dia? Neste post você fica sabendo quanto terá que investir em hospedagem, deslocamento, alimentação e atrativos turísticos.

E mais, também indico uma margem de custo adicional, caso algum imprevisto ocorra. De modo que, além de estar preparado, você saberá que também poderá investir em presentinhos ou algum passeio de última hora. Uma vez que os destinos sugeridos são todos exuberantes, valendo a pena desfrutar muito de cada um deles.

É importante ressaltar também que os custos expressados neste texto estão em euros, moeda que você pode adquirir ainda no Brasil. Todavia, é indispensável você seguir algumas orientações. Antes mesmo de preparar a sua bagagem, confira este artigo até o fim para não ter nenhuma surpresa.

Depois cheque as taxas de câmbio brasileira e faça a troca da moeda. Mesmo assim, não deixe de levar na viagem cartões de crédito e débito, internacionais. Porém não deixe de lembrar, toda operação bancária realizada no fora do país cobra o Imposto sobre Operações de Crédito (IOF).

As respostas sobre os lugares e destinos mais baratos da Europa para viver!

Planeje sua viagem => Hotéis mais baratos na Europa

Seguro viagem Europa »

 

Destinos baratos para viajar na Europa

  • Varsóvia, Polônia
  • Kotor, Montenegro
  • Zagreb, Croácia
  • Cisky, República Checa
  • São Petersburgo, Rússia
  • Szófia, Bulgária
  • Split, Croácia

CLIQUE AQUI agendar os melhores tours na Europa »

 

Para qual cidade viajar na Europa gastando pouco

1) Varsóvia, Polônia

passagens mais baratas para europa

Castelo Real | Foto: Shalom Alechem, via Wikimedia Commons.

Situada às margens do Rio Vístula, Varsóvia, na Polônia, está a cerca de 260 quilômetros da costa Báltica. A cidade é mais uma capital europeia que tem muito a contar sobre a Segunda Guerra Mundial.

Além disso, a beleza de suas ruas e estrutura do centro histórico, prometem fazer da sua visita, uma viagem inesquecível. Na cidade você pode conhecer a Praça do Centro Histórico, a Rynek Starego Miasto.

Apreciar os jardins do Castelo Real. Ou descobrir a parte moderna da capital polonesa e se surpreender com o arranha-céus.

Melhores => Passeios na Europa

 

O que fazer em Varsóvia?

Foto: [1], via Wikimedia Commons.

Com tantas coisas para ver nesta cidade, o melhor é começar pelo Centro Velho. Lá você pode conhecer o Barbican, fortificação histórica de 1548, visitar a Basílica de São João Batista e seguir para o Monumento ao Pequeno Insurgente, na Rua Podwale. Só para ilustrar, esta pequena estátua homenageia as crianças que lutaram no levante de 1944.

Como citado acima, algumas cidades são dignas de passeios a pé. Esse também é o caso de Varsóvia. Nesse destino você pode e deve caminhar às margens do Rio Vístula. Não só por que ele é lindo, mas também por que ali perto fica o Castelo Real.

Ou seja, mais uma opção de roteiro dois em um. E para facilitar o seu turismo na cidade, compre o ticket do ônibus turístico de Varsóvia.

Mas para ficar por dentro da história desta cidade, além de conhecer os palácios e praças, visite também o Museu Polin. A unidade relata a história dos judeus poloneses. Além de sua importância histórica, o espaço também foi o que mais recebeu investimentos do governo. E o prédio é realmente lindo e muito moderno!

Melhores => Hotéis em promoção em Varsóvia

 

Quanto custa visitar Varsóvia?

A moeda local é a Zloty. O hostel mais econômico custa em média 12 euros. O transporte público, por outro lado, gira em torno de 1 euro. As refeições na cidade podem passar dos 10 euros. Mas os custos extras devem chegar aos 6 euros. As atrações turísticas giram em torno dos 7 euros. No total, você deve gastar 36 euros, por noite, em média.

Não Perca => Melhores passeios em Varsóvia, Polônia

 

2) Kotor, Montenegro

destinos baratos europa 2018

Paradisíaca paisagem de Kotor | Foto: Janusz Recław, via Wikimedia Commons.

Kotor, no Montenegro, é uma vila e porto natural. A cidade, construída entre fortalezas está localizada na costa adriática. O local, não só é charmoso pelas encostas e penhascos, mas também pelo estilo medieval e construções centenárias.

Na cidade, além de conhecer várias histórias, você poderá se banhar em águas cristalinas do mar adriático. Além disso, você deve conhecer também a região dos Fiordes, dos Balcãs. Só para ilustrar, Kotor também é Patrimônio da Humanidade da Unesco. Não é à toa que a cidade possui o título, já que ela te reserva mar, muralhas e muita arte.

Prático => Chip na Europa

 

O que fazer em Kotor?

Visitar Kotor reserva alguns passeios imperdíveis. O primeiro deles é andar pela cidade antiga. Para deixar a caminhada mais interessante, você pode entrar pela porta do mar.

Assim, além de passar pela praça principal e pela Catedral de S. Tryphon, você também irá ver a Igreja de São Lucas, o Palácio Pima e o Museu Marítimo. Isso tudo é feito durante um passeio de barco em Kotor.

Uma vista a parte, mas que também vale a sua atenção, são dos barcos atracados no porto. Entretanto, na cidade você pode caminhar até o topo das muralhas e avistar a baía adriática.

Nesse roteiro, você também deve separar um tempinho para visitar o Mausoléu de Njegos. Ele fica na montanha Lovćen. Mas adianto, a vista lá de cima, vale a caminhada.

Barato => Hotéis em oferta em Kotor

 

Quanto custa visitar Kotor?

O hostel mais barato pode chegar a 14 euros. O transporte público gira em torno dos 2 euros. Já as refeições podem chegar a 10 euros. As atrações turísticas, por sua vez, giram em torno dos 4 euros. Já os custos extras podem chegar a 5 euros. No total, você irá gastar, por noite uma média de 35 euros.

Recomendo => Atividades de diversão em Kotor

 

3) Zagreb, Croácia

passagem barata europa 2018

Trem urbano de Zagreb | Foto: Orlovic, via Wikimedia Commons.

Situada entre a margem do Rio Sava e a encosta do Monte Medvednica, Zagreb é não só a capital, mas também a maior cidade da Croácia. Seja em uma viagem rápida ou por longos dias, nesse roteiro, você verá além de belíssimas paisagens, monumentos históricos, museus e muito charme.

Seu passeio pode começar, por exemplo, pela cidade alta, onde você encontra a Igreja de São Marco, o Museu das Relações Cortadas e o Museu de Arte Naïv. Ou você pode ir direto para a parte baixa de Zagreb e turistar pelo Mercado Dolac.

O espaço fica perto da Praça Josipa Jelačića. Só para ilustrar, ele funciona há centenas de anos e comercializa além de artesanatos, frutas e embutidos. Com certeza nesse mercado você irá provar os pratos típicos da cidade. Experimente agendar um ticket do ônibus turístico de Zagreb.

Como funciona => Aluguel de carro na Europa

 

O que fazer em Zagreb?

Foto: Lokksi, via Wikimedia Commons.

Sabia que o Seguro Viagem é obrigatório na Europa?

Além de ser obrigatório nos países do Tradado de Schengen, a imigração de qualquer país pode solicitar o documento para permitir ou negar sua entrada.

Faça uma cotação online na Seguros Promo, comparando o preço nas melhores seguradoras. Aproveite e ganhe até 10% de desconto usando o cupom VIAJARNAEUROPA, é só clicar no botão.

 

Além das sugestões citadas acima, em Zagreb você também pode passear pela Rua Tkalčićeva. Charmosa ela conta com várias opções para cafés e almoços. Ou conhecer a Porta de Pedra, hoje um santuário para os croatas.

Outro local turístico que deve fazer parte do seu roteiro é a Catedral da Assunção da Virgem Maria. A Praça Kaptol, onde o templo está localizado é famosa e cheia de história e beleza. Ou seja, mais um daqueles destinos que adoro, já que visita um e conhece dois.

Por outro lado, se você busca ficar em meio a natureza, mas não quer perder a visitação de museus, como o da Museu Academia Croata de Ciências e Arte, você deve conhecer o Parque Zrinjevac.

Ele não só abriga o Museu da Academia, como conta ainda com ampla área verde. Além disso, próximo da região também ficam o Museu de Arqueologia e a Suprema Corte do País. Conheça um tour a pé em Zagreb que passa por todos esses lugares incríveis.

Promoção => Lista de hotéis em Zagreb

 

Quanto custa visitar Zagreb?

O hostel mais barato deve ficar por volta dos 16 euros. Já o transporte público custa em média 0.54 cêntimos. Já as refeições custam em média 8 euros. As atrações turísticas e os custos extras, saem por volta dos 6 euros, respectivamente. No total, você deve gastar, por noite, algo em torno dos 37 euros.

Imperdível => Excursões inesquecíveis em Zagreb, Croácia

 

4) Český Krumlov, República Checa

destinos baratos europa 2019

Český Krumlov no verão | Foto: Rubel, via Wikimedia Commons.

Český Krumlov, na República Checa, não é apenas uma bela cidade, mas também está bem localizada. Isso porque de Praga, capital do País, são apenas 3 horas para chegar até a cidade. Dito isso, veja a seguir os motivos que vão te levar até esse roteiro.

O primeiro deles é fácil, esta é uma cidade barata para se visitar. Depois, vale dizer que o município é Patrimônio da Humanidade da Unesco, e quando os roteiros vem com esse título, você já sabe, muita história e charme vem por aí.

Český Krumlov foi fundada no século 13 e fica bem na curva do Rio Vltava. Não é à toa que a localização permite diferentes cenários. Entre eles, becos, ruas estreitas e vista para monumentos. À noite, tudo fica bem iluminado e é incrível fazer um tour noturno em Český Krumlov.

Descubra => Quantas milhas preciso para viajar para Europa?

 

O que fazer em Cesky Krumlov?

Český Krumlov no inveno | Foto: Asahiko, via Wikimedia Commons.

A primeira sugestão não tem exige custos financeiros, mas sim disposição. Então caminhe. Ande muito pela cidade. Pois ela reserva muitas paisagens. Na sequência conheça o Castelo de Český Krumlov, ele é o 2º maior do País.

Além disso, um dos mais importantes da Europa Central. Só para ilustrar, lá você poderá encontrar artefatos históricos. Outro ponto positivo desta visita é que o passeio pelos jardins é gratuito.

Contudo, se você pensou que nesse roteiro só vou indicar visitas a museus e palácios, você se enganou. Já imaginou fazer rafting no Rio Vltava? A boa notícia é que mesmo se você nunca praticou o esporte, em Český você poderá fazer isso. O motivo são as correntezas calmas do rio. Então, apesar desta ser uma sugestão inusitada, ela de fato não terá tantas aventuras assim.

No entanto, de volta ao tradicional, se planeje para conhecer a Igreja de St. Vitus, além do Museu de Marionetes. E se quiser mais aventura, experimente fazer um passeio de segway pelos arredores de Český Krumlov.

Barato => Hotéis em promoção em Český Krumlov

 

Quanto custa visitar Cesky Krumlov?

A moeda local é o Krona. Mas como citei logo no começo desse artigo, todos os roteiros são calculados em euros, moeda mais fácil de se obter no Brasil. Então o hostel mais barato de Cesky custa cerca de 17 euros.

O transporte público deve chegar a 1.86 euros. As refeições devem ficar por volta dos 12 euros. Em contrapartida, os custos extras giram em torno dos 4 euros. O mesmo valor deve ser separado para atrações turísticas. No total, por noite, você deve gastar algo em torno dos 39 euros.

Magnífico => Passeios para não perder em Český Krumlov, República Tcheca

 

5) São Petersburgo, Rússia

cidades mais baratas da europa 2018

Catedral de Trindade | Foto: A.Savin, via Wikimedia Commons.

Segunda maior cidade da Rússia, São Petersburgo é o próximo destino barato na Europa que irei te indicar. Só para adiantar, ela é o município mais visitado do País.

Vale destacar que lá você conhecerá o Rio Neva, o Peterhof Palace e o Museu Hermitage. Só para ilustrar, esse é um dos maiores museus de arte do mundo. Seu acervo possui mais de 3 milhões de peças.

Outra curiosidade é que a coleção artística do espaço é distribuída em 10 prédios, dada ao seu tamanho.

Além disso, São Petersburgo, também é conhecida como a Veneza do Norte. Já imagina o motivo, não é? Sim, a cidade foi construída em uma área portuária, então ela conta com diversos canais que podem ser explorados em um passeio de barco em São Petersburgo.

Qual a melhor? => Companhia aérea para viajar para Europa

 

O que fazer em São Petersburgo?

Foto: Florstein, via Wikimedia Commons.

A cidade é conhecida na Rússia como a Capital da Cultura. Vale lembrar que já citei aqui a riqueza do Museu Hermitage. Contudo, ao norte você pode visitar o Petrovskaya Akvatoriya e o Grand Maket Rossiya, ambos contam um pouco mais sobre a história da cidade.

Mas São Petersburgo também conta com passeio ao ar livre. Então, não deixe de visitar as Ruas Rubinshtein, Kazanskaya, Konyushennaya Ploshchad.

Além de ponto de encontro para moradores e turistas, elas possuem uma imensa variedade de bares, cafés, restaurantes e casas noturnas.

Por fim, mas não menos importante, você precisa ver de perto a Catedral do Sangue Derramado. Localizada às margens do canal Griboedov e próxima ao Parque do Museu Russo e da Nevsky Prospekt, esse com certeza é um dos cartões postais russos mais famosos. Reserve o seu ingresso para a Catedral do Sangue Derramado em São Petersburgo.

Só por curiosidade, tanta beleza não foi produzida assim de um dia para o outro. Muito pelo contrário. A construção da Catedral demorou anos, porém, a sua restauração levou mais de 27 anos para ser concluída.

Promoção => Hotéis em São Petersburgo

 

Quanto custa visitar São Petersburgo?

A moeda local é o rublo. Mas o seu custo será somado em euro. Então, o hostel mais barato custará por volta dos 8 euros. Já o transporte, deve ficar em torno dos 1.50 euros.

As refeições custam em média 16 euros. Já o custo extra está estimado em 8 euros e as atrações turísticas em média 6 euros. No total, um dia e uma noite deve sair por 39.50 euros.

Só os melhores => Tours em São Petersburgo, Rússia

 

6) Sofia, Bulgária

Cidades baratas para viajar na Europa que encantam

Foto: Derzsi Elekes Andor, via Wikimedia Commons.

Szófia ou Sofia, na Bulgária, é um daqueles locais que tem o poder de te encantar e inspirar. Digo isso não só porque lá existem paisagens lindíssimas, mas também por que sendo um destino barato para conhecer na Europa, você poderá sempre voltar.

A história da cidade é rica e viva. Nela você encontra não apenas igrejas e museus, mas muita vida ao ar livre. Diga-se de passagem, também verá belas flores pelas praças. As flores são temas até de uma tour guiado pelo Vale das Rosas em Sofia.

Outro local badalado e interessante na cidade é o Mercado Central. Ele conta com uma arquitetura chamativa, devido aos arcos modernos, mas de estilo turco. Além disso, lá você poderá provar muitas delícias da cozinha típica de Szófia.

Excelente => Excursões de natureza e aventura na Europa

 

O que fazer em Szófia?

O seu passeio na cidade do leste europeu, pode começar pela Catedral Alexander Nevsky. Provavelmente, ela é a atração mais visitada do local. Na sequência, a dica é ir para a Igreja Russa. Ela é incrivelmente bela e apesar do nome, não é tão semelhante às igrejas da Rússia.

Vai viajar e precisa ter internet 100% do tempo no seu celular?

Ter internet é essencial para usar aplicativos como Uber e Google Maps, além de conversar no WhatsApp e postar aquela foto no Instagram.

Devido a nossa parceria com a EASYSIM4U, clicando no botão abaixo você ganha o frete grátis para comprar qualquer chip e receber em casa, e assim ter conexão em até 210 países.

 

Além disso, outro passeio religioso é a Mesquita Banya. Datada da época da dominação otomana na Bulgária, ela é a única ainda de pé no País. Por outro lado, se você prefere ficar por dentro do circuito cultural, então precisa conhecer o Museu Arqueológico Nacional ou a Estátua de Santa Sofia.

Compare => Hotéis bem avaliados em Sofia, Bulgária

 

Quanto custa visitar Sófia?

A moeda local é o Lev Búlgaro. No entanto, todas as somas descritas neste artigo foram feitas em euros. Contudo, vale destacar que Szófia é um dos destinos mais baratos da Europa.

Isso por que muitas atrações podem ser vistas gratuitamente. Mas vamos as despesas. O hostel mais barato fica em torno dos 9 euros. Já o transporte público custa em média 0.82 cêntimos. As refeições saem por 10 euros. A cidade também oferece um tour pelos bares escondidos de Sofia. Bem divertido!

Por outro lado, tanto os custos extras, quanto às atrações turísticas não devem passar dos 4 euros. No total, você deve gastar em média, por noite, 27,82 euros.

Aproveite  => Passeios em Sofia

 

7) Split, Croácia

Belas cidades baratas para viajar na Europa

Split vista do alto | Foto: Tatyana Peshkova, via Wikimedia Commons.

Split, na Croácia, sem dúvida alguma, é um destino que vai te trazer gratas surpresas! Ela é a segunda maior cidade croata, mas o principal centro da região da Dalmácia.

Além disso, o município é um verdadeiro museu a céu aberto. Não é à toa que Split está na minha lista de cidades baratas para viajar na Europa!

Localizada na costa do Mar Adriático. A cidade oferece além de muita história, paisagens belíssimas, já que ela é cercada por várias montanhas. Agende um tour para as ilhas nos arredores de Split.

Vale destacar que esse destino também costuma ser indicado para o período de verão. Mas pelos precinhos encontrados, te garanto, você encontrará diversão em Split no ano todo.

Saiba como => Viajar barato para Europa

 

O que fazer em Split?

Palácio de Diocleciano | Foto: Orlovic, via Wikimedia Commons.

O seu roteiro pode ter início no Palácio de Diocleciano. Mas calma aí! Antes de imaginar estruturas recheadas de quadros nas paredes e tapetes vermelhos no chão. Pense em algo mais rústico!

Isso por que esse Palácio é praticamente feito de muralhas, ruínas e ruas. Isso mesmo, você não leu errado! Mas antes de tirar alguma conclusão precipitada, saiba que ele é encantador.

No interior do Diocleciano você encontra desde hotéis e apartamentos até cafés e lojas. Sim, a vida nele é bem agitada e o espaço é Patrimônio da Humanidade da Unesco. Aproveite para agendar o seu ingresso do Palácio Diocleciano em Split.

Outra dica de passeio em Split, que também não custa nada, é o passeio pela Riva. Esse é o nome do calçadão situado à beira-mar. Entretanto, não tem mar nesse local. Lá você irá encontrar cafés e bares.

Mas por falar em água, a cidade também reserva belas praias, como a Bačvice. Entre outros passeios gratuitos está a Narodni Trg ou Praça do Povo, em português, e a Golden Gate, que do lado externo conta com feirinhas de artesanatos e lembrancinhas.

Saiba como => Hotéis bem avaliados em Split

 

Quanto custa visitar Split?

A moeda local é o Kuna. Mas em euros, o hostel mais barato sai por 13 euros. Já o transporte público custa 1.50 euros. As refeições giram em torno dos 15 euros e os custos extras e as atrações turísticas variam em 7 euros, cada. Se por um lado, em Split você fará muito turismo gratuito, por outro lado, um dia e uma noite na cidade pode chegar a 45 euros.

Emocionante => Atividades de lazer em Split, Croácia

 

Aproveite todas as cidades baratas para viajar na Europa

Viajar para Europa não é um sonho impossível. Muito pelo contrário. Se você chegou até aqui, percebeu que muitos destinos podem ter custos até mais baixos em relação a algumas viagens feitas dentro do Brasil.

Neste artigo deu para perceber que dentre as cidades mais baratas para viajar na Europa, Szófia é a mais econômica de todas. Ou seja, com uma pesquisa refinada, você acaba descobrindo que pode viajar para Europa e gastar pouco. Em outras palavras, pode gastar em torno de 27 euros, por noite.

Aproveito para ressaltar, porém, que neste post, todas as sugestões dadas estão cotadas em euros. Isso é, algumas cidades europeias possuem moedas distintas, mas se você precisar trocar o real ainda em território brasileiro, escolher o euro possui uma economia em relação ao dólar.

Mas não menos importante é preciso considerar que eu somei uma destino turístico por dia, uma passagem de transporte público e uma refeição. A questão é que muitas cidades não necessitarão de transporte público. Mais um fator é que a maior parte dos pontos turísticos também possuem a possibilidade de conhecer apenas o lado externo, o que não gera custos adicionais.

E mais, grande parte dos turistas que querem gastar pouco, escolhem fazer uma boa refeição ao dia ou dividir o investimento da alimentação em dois. Logo, tudo vai depender do formato de viagem que você quer realizar.

Depois da leitura deste post, você com certeza não tem mais dúvidas sobre, por exemplo, os lugares e destinos mais baratos da Europa para viver, passagens mais baratas, países mais baratos para viajar etc.

E, para finalizar, uma vídeo do site oficial de turismo da Polônia produzido sobre o país, território de uma das cidades baratas para viajar na Europa, Varsóvia:

Gostou das sugestões de cidades baratas para viajar na Europa? Deixa a sua opinião; participe nos comentários!

Você também vai gostar

Deixe um Comentário

* Ao usar o formulário você concorda com o armazenamento dos dados nesse site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumimos que você concorda, mas pode desabilitar se assim preferir. Aceitar Saiba Mais