Cadeia montanhosa da Europa: turismo nas alturas

por Silvia Montico

Há uma série de lugares turísticos para quem quer passar as férias perto de uma cadeia montanhosa da Europa. E o melhor é que as opções são indicadas tanto para quem busca pelo turismo de aventura, quanto para aqueles que estão à procura de um lugar tranquilo para relaxar.

A Europa conta com 13 cordilheiras, que normalmente são subdividas em cadeias de montanhas menores. E se bater dúvida entre qual delas visitar, saiba que independente do destino escolhido, ele virá acompanhado de uma paisagem de tirar o fôlego.

Neste artigo, você descobre onde estão as montanhas mais bonitas da Europa e ainda dicas das suas regiões. São todos belíssimos planaltos do continente europeu, contemplando, por sinal, uma vasta cadeia montanhosa da Itália e em outros países. Confira!

Planeje sua viagem => Hotéis mais baratos na Europa

Seguro viagem Europa »

 

Cadeia montanhosa da Europa: onde ver montanhas bonitas

  • Alpes
  • Alpes Dináricos
  • Apeninos
  • Balcãs
  • Cárpatos
  • Cordilheira do Cáucaso
  • Jura
  • Pireneus
  • Sistema Central
  • Sistema Montejunto-Estrela
  • Sudetos
  • Montes Urais
  • Vosges

CLIQUE AQUI agendar os melhores tours na Europa »

 

Montanhas mais bonitas da Europa

Alpes

cadeia montanhosa da europa cody

Mont Blanc | Foto: Aiguille, via Wikimedia Commons.

A cordilheira dos Alpes, também conhecida como Maciço Alpino, é a maior e mais famosa cadeia de montanhas da Europa. Com seus 1.200 km de extensão — podendo chegar até 300 km de largura —, está dividida entre os territórios da França, Suíça, Itália, Áustria, Alemanha, Liechtenstein e Eslovênia.

Em cada um desses países, há muito o que visitar na região da cordilheira, mas os destinos mais conhecidos estão nos Alpes suíços, franceses e italianos.

Na França, fica o pico mais alto de toda a cordilheira (e o segundo mais alto da Europa), o Mont Blanc, que tem 4810 metros de altitude e fica nos limites da cidade de Chamonix-Mont-Blanc.

Essa é considerada a mais charmosa vila dos Alpes franceses e reduto de turistas de todo o mundo durante o inverno. Por sinal, aproveite para fazer ótimos passeios na França.

Chamonix é muito procurada por amantes dos esportes de aventura na neve, como o esqui e o snowboard, mas também oferece atrativos para quem apenas quer ver de perto um destino cinematográfico. A pequena cidade fica num vale bem no meio da cordilheira, tendo suas paisagens emolduradas pelos picos nevados.

Chamonix está localizada estrategicamente na tríplice fronteira entre França, Suíça e Itália e há poucos quilômetros de importantes cidades turísticas desses países como Lyon (158 km), Genebra (82 km) e Turin (115 km).

Por isso, se visitar o Mont-Blanc — principal cartão postal dos Alpes — não deixe de se programar para conhecer também pelo menos um desses destinos. E não deixe de aproveitar também um dos excelentes tours na Suíça.

Os Alpes suíços costumam ser bastante badalados e preferidos por quem gosta do inverno com muita neve, mas tanta fama também pode fazer do destino uma opção de viagem mais cara.

Mesmo assim, se você quiser conhecer o cenário de perto, as cidades de Zermatt, St. Moritz e Interlaken estão entre as mais visitadas. Essa, inclusive, está próxima ao Monte Jungfraujoch, o mais alto da Suíça, e que integra o time de montanhas europeias com mais de 4000 metros de altitude. Por esse motivo, Interlaken serve como base para se hospedar e fazer o famoso passeio até o topo desse monte.

Quem preferir desbravar os Alpes italianos, localizados na região norte do país, também encontrará destinos surpreendentes e muitos atrativos. Essa área ainda pouco explorada pelos turistas guarda belezas indescritíveis, como a cidade de Cortina d’Ampezzo.

Muito conhecida por sua estação de esqui, Cortina também tem feito sucesso entre os que buscam um lugar tranquilo para uma viagem romântica. A cidade é conhecida como a Rainha das Dolomitas, nome da cadeia de montanhas localizada nos Alpes orientais.

Prático => Chip na Europa

 

Alpes Dináricos

Montanhas na Europa e Ásia

Monte Maja Jezercë | Foto: Orjen, via Wikimedia Commons.

Apesar do nome semelhante, os Alpes Dináricos estão distantes dos Alpes e se espalham pelos territórios da Eslovênia, Croácia, Bósnia, Sérvia, Montenegro e Albânia.

Essa cordilheira se estende na faixa costeira do Mar Adriático e tem cerca 645 km de extensão. O monte Maja Jezercë é o pico mais alto e fica situado na porção albanesa da cordilheira, na região chamados de Prokletije, bem na divisa da Albânia com Montenegro.

Para os turistas mais aventureiros e que buscam por um roteiro pouco convencional, essa cadeia montanhosa da Europa pode ser um excelente destino de viagem, já que conta com mais de 2 mil quilômetros de trilhas.

Além disso, toda a cultura pouco explorada de países como Eslovênia, Croácia, Bósnia ou Albânia é um ponto extra para te fazer cogitar uma viagem de férias pelos Alpes Dináricos.

Os percursos de trekking, normalmente organizados por agências de viagens locais, são divididos entre dois perfis de viajantes: os alpinistas experientes e os iniciantes. Por isso, esse destino é indicado até para aqueles que só costumam fazer caminhadas no parque de sua cidade.

Excelente => Excursões de natureza e aventura na Europa

 

Apeninos

Cadeia montanhosa da Europa - Itália

Monte Corno Grande | Foto: Luciodem assumed, via Wikimedia Commons.

A cordilheira dos Apeninos é a principal cadeia de montanhas da Itália, estendendo-se de Norte a Sul do país, como uma espécie de coluna vertebral.

Com exceção do ponto mais alto, o Corno Grande (que tem 2912 metros de altitude), as montanhas dos Apeninos geralmente são verdes e arborizadas, sem a presença de neve.

Como essa cadeia montanhosa está espalhada por praticamente todo o território italiano, o que não faltam são destinos para ver de perto essa maravilha natural.

Ao leste do país, na região de cidades históricas como Pisa, Florença e Siena, as elevações formam imensas planícies, responsáveis por dar o tom das paisagens. Inclusive, não deixe de fazer um dos excelentes passeios na Itália.

Já ao leste dos Apeninos, em direção a costa do Mar Adriático, estão cidades pequenas e bem menos conhecidas, mas que também têm o seu charme. A belíssima Acqualagna é uma delas e é cortada pelas águas claras do Rio Candigliano. Nela, há passeios em que se pode subir no topo dos montes, todos imperdíveis.

Como funciona => Aluguel de carro na Europa

 

Sabia que o Seguro Viagem é obrigatório na Europa?

Além de ser obrigatório nos países do Tradado de Schengen, a imigração de qualquer país pode solicitar o documento para permitir ou negar sua entrada.

Faça uma cotação online na Seguros Promo, comparando o preço nas melhores seguradoras. Aproveite e ganhe até 10% de desconto usando o cupom VIAJARNAEUROPA, é só clicar no botão.

 

Balcãs

Montanhas na Bulgária

Monte Musala | Foto: Preslav assumed, via Wikimedia Commons.

A Cordilheira dos Balcãs está localizada no leste europeu, mais precisamente no território da Bulgária. Ela tem início na fronteira com a Sérvia (no leste) e cruza o país até a direção do Mar Negro (oeste).

O relevo acidentado é a principal característica das paisagens dessa cadeia montanhosa, que conta com rios correndo por vales e planícies.

O nome da cordilheira — que vem do turco “montanha” — também designou toda a região conhecida como Balcãs, ou a península balcânica. Atualmente, além da Bulgária, essa área é composta por Albânia, Bósnia Herzegovina, Croácia, Eslovênia, Grécia, Macedônia, Montenegro, Romênia, Sérvia e a parte europeia da Turquia.

O ponto mais alto dessa cadeia montanhosa da Europa é o Monte Musala (2925 m), localizado na subcordilheira de Rila, ao sul da capital búlgara, a cidade de Sófia. O Monte Musala costuma receber ao longo do ano todo viajantes que buscam por aventuras em suas trilhas de verão e inverno. Por sinal, aproveite para curtir bons tours em Sófia.

Imperdível => Trekking pelos Balcãs

 

Cárpatos

Cadeia montanhosa da Europa - Eslováquia

Gerlachovsky | Foto: Radek DRLIČKA, via Wikimedia Commons.

A Cordilheira dos Cárpatos também está localizada no leste europeu e percorre uma área de 1500 km entre as fronteiras da República Checa, Eslováquia, Polônia, Romênia e Ucrânia.

Essa cadeia de montanhas abriga uma fauna diversificada, com lobos, camurças e linces e a maior população de ursos-pardos de todo o continente europeu.

O Gerlachovsky, na Eslováquia, é o pico mais alto dessa cordilheira e tem 2655 metros de altitude. O monte está localizado na cadeia de Tatra, que reúne os picos mais altos dos Cárpatos, na divisa do país com a Polônia.

O turismo na região é feito somente por alpinistas experientes, pois a escalada nos montes de Tatra exige bastante conhecimento técnico e resistência. Inclusive, não deixe de desfrutar de algum dos passeios na Eslováquia.

Prático => Excursão de Tbilisi para Gudauri

Cordilheira do Cáucaso

Montanhas na Rússia

Monte Elbrus | Foto: derivative, via Wikimedia Commons.

A cadeia montanhosa do Cáucaso fica localizada entre os mares Negro e Cáspio, na região que também é batizada de Cáucaso.

A cordilheira tem 1200 km de extensão e se subdivide em duas cadeias distintas: o Grande Cáucaso, formando a fronteira natural entre Rússia, Geórgia e o Azerbaijão, e o Pequeno Cáucaso, no limite da Armênia, novamente com a Geórgia e Azerbaijão.

É no Grande Cáucaso que fica o pico mais alto da Europa, o gigante Monte Elbrus, um vulcão inativo com 5642 metros de altura. A montanha está localizada na parte europeia da Rússia e recebe, anualmente, viajantes aventureiros de todo o mundo. A uma dica: aproveite para fazer um dos melhores passeios na Rússia.

A vista do Monte Elbrus, que está sempre coberto pela neve, é digna de cartão postal. Atualmente, um teleférico leva os visitantes do monte até os 3800 metros de altitude.

Descubra => Quantas milhas preciso para viajar para Europa?

 

Jura

Cadeia montanhosa da Europa - principais montes

Monte Crêt de la Neige | Foto: Marc Mongenet, via Wikimedia Commons.

A Cordilheira do Jura, ou Maciço do Jura, como também é conhecida, está localizada nos territórios da França, Suíça e Alemanha, ao norte dos Alpes. Apesar de se estender entre os limites dos três países, sua maior porção fica na área fronteiriça dos dois primeiros.

Uma curiosidade interessante com relação ao nome dessa cadeia montanhosa da Europa é que ele deriva de Jurássico, um dos períodos geológicos do planeta.

Essa cordilheira não é das mais altas se comparada com as já citadas e seu pico é o monte Crêt de la Neige, que tem 1720 m de altitude. Para quem gosta de praticar esqui e outros esportes radivais na neve, é possível subir ao topo da montanha por um teleférico que tem saída do Passo da Faucille.

Magnífico => Tour guiado em Jura

 

Pireneus

Cadeia montanhosa da Europa - Espanha

Monte Aneto | Foto: Pere Ramon, via Wikimedia Commons.

Os Pireneus estão localizados no sudoeste europeu e suas montanhas formam uma fronteira natural entre França e Espanha. Essa cordilheira se estende por 430 km.

O pico mais alto dos Pireneus é o Monte Aneto, com 3404 metros de altitude, e que está situado no território espanhol. A subida ao topo dessa montanha só é recomendada para alpinistas experientes.

Literalmente incrustado entre os Pirineus, está o Principado de Andorra, onde é possível perceber a interferência do relevo da cadeia nas paisagens locais. As montanhas, inclusive, ajudam a compor um cenário romântico e bucólico no verão. Já no inverno, Andorra também se transforma em um destino muito procurado entre os viajantes que praticam esqui ou snowboard.

Ao todo, as montanhas de Andorra contam com 300 km de pistas de esqui. E as atrações turísticas desse país atravessado pelos Pirineus são ideais para uma viagem em família, a dois ou com amigos. Ao visitar esta região, não deixe também de aproveitar um dos tours na Espanha.

Recomendo => Passeio de canoa em Ordesa nos Pirenéus

 

Sistema Central

Montes mais perigosos na Europa

Monte Almanzor | Foto: Axel Schlaefer, via Wikimedia Commons.

A Cordilheira Sistema Central fica bem no centro da Península Ibérica, com uma distância de 700 km. A sua maior elevação é o pico Almanzor (2.592 metros), que fica na Serra de Gredos, no território espanhol.

Para quem pensa em se aventurar subindo no topo do Almanzor, é bom saber que é preciso alguma experiência em montanhismo, embora a subida não seja arriscada ou de difícil acesso, sobretudo no verão.

Saiba também => Como usar o WhatsApp na Europa (em breve)

 

Sistema Montejunto-Estrela

Cadeia montanhosa da Europa - Portugal

Serra de Montejunto | Foto: Vitor Oliveira, via Wikimedia Commons.

O Sistema Montejunto-Estrela é uma cadeia montanhosa da Europa que se localiza em Portugal, atravessando em diagonal a porção continental do país.

Como o seu nome sugere, a cordilheira tem início na Serra de Montejunto e termina na Serra da Estrela, região portuguesa reconhecida por suas cidades históricas, pelo turismo voltado aos esportes de inverno e também pelos seus produtos de origem controlada, como queijos e vinhos.

Vai viajar e precisa ter internet 100% do tempo no seu celular?

Ter internet é essencial para usar aplicativos como Uber e Google Maps, além de conversar no WhatsApp e postar aquela foto no Instagram.

Devido a nossa parceria com a EASYSIM4U, clicando no botão abaixo você ganha o frete grátis para comprar qualquer chip e receber em casa, e assim ter conexão em até 210 países.

 

A área é considerada inclusive uma importante sub-região dos vinhos do Dão, fazendo dela um verdadeiro expoente gastronômico e enoturístico do país. Fazendo viagem para essa região, não deixe de desfrutar de um dos passeios em Portugal.

Dúvida => O que precisa para viajar para Europa

 

Sudetos

Cadeia montanhosa da Europa - Polônia

Pico Sněžka | Foto: Vip, via Wikimedia Commons.

A cadeia montanhosa da Europa conhecida por Sudetos está na fronteira entre a República Checa, a Polônia e a Alemanha. O termo sudetos também designa os alemães nascidos na região dessa cordilheira.

Sua extensão é de 320 km e o pico mais alto é o Sněžka, com 1602 metros de altitude, elevação que é conhecida como a Rainha das Montanhas Checas.

Quem decidir calçar suas botas confortáveis e equipar a mochila para a subida será recompensado com uma bela vista de cima. A paisagem contempla as terras da Boêmia de um lado e as da Polônia do outro. E se você pretende passar por terras polonesas, não perca os tours na Polônia.

Além da comodidade de hotéis, chalés, restaurantes e toda uma estrutura para receber os turistas, a montanha Sněžka ainda conta com a estrutura de um teleférico para levar os viajantes até o topo com mais conforto.

Imperdível => Tour pelo Vale dos Sudetos

 

Montes Urais

Cadeia montanhosa da Europa perto da Ásia

Montes Urais | Foto: ugraland, via Wikimedia Commons.

Os Montes Urais estão situados na Rússia e são considerados a fronteira natural entre o continente europeu e asiático, ou seja, entre os países ocidentais e orientais. O pico mais alto dessa cadeia montanhosa é o Naroda, com 1895 metros.

Os Urais figuram entre as cordilheiras mais antigas do planeta e são divididos geograficamente entre as regiões Sul, Central, Norte, Subártico e Urais Árticos.

A cadeia dos Urais tem um enorme potencial turístico e é visitada anualmente por milhares de turistas. Atrações para agradar os mais diversos perfis de viajantes não faltam e, além dos esportes na montanha e na neve, a região dos Urais ainda conta com sítios arqueológicos, reservas naturais, lagos e rios e, é claro, uma natureza exuberante para onde quer que se olhe.

Regiões => Mapa Mundi Europa

 

Vosges

Cadeia montanhosa da Europa - Alemanha

Cordilheira de Vosges | Foto: Ske, via Wikimedia Commons.

O maciço ou Cordilheira de Vosges fica no Vale do Reno, na França, bem próximo da fronteira alemã. Por um período, essa já foi inclusive a barreira natural que separava oficialmente os territórios dos dois países.

O cume dessa cadeia é o Grand Ballon, ponto com 1424 metros de altitude. Por sinal, se você visitar esta região e fizer estadia em terras alemãs, aproveite um dos melhores passeios na Alemanha.

Um jeito fácil de explorar a região e apreciar as belezas do Grand Ballon é fazer a famosa Rota de Crêtes, trajeto que costuma ser percorrido por viajantes de carro, de bicicleta ou a pé.

Para os turistas de espírito mais aventureiro e que queiram subir o monte, a boa notícia é que de cima desse pico, em dias claros, é possível avistar os Alpes, a principal cadeia de montanhas da Europa.

Saúde => Vacinas para viajar para Europa

 

A beleza da cadeia montanhosa da Europa

As belezas do continente europeu são diversas. Sejam as maravilhas naturais, ou as surpreendentes construções erguidas pelo homem, sempre há com o que se encantar em uma visita à Europa.

Se tratando das paisagens, a generosidade da natureza com o continente foi grande. Além das cadeias de montanhas que citamos neste artigo, a Europa ainda foi privilegiada com regiões de lagos, rios e costas paradisíacas.

Confira mais nesse vídeo produzido pelo site oficial de turismo da Europa sobre os lindos Alpes do continente:

Conhece mais algum destino com cadeias de montanhas na Europa? Conte nos comentários!

Você também vai gostar

Deixe um Comentário

* Ao usar o formulário você concorda com o armazenamento dos dados nesse site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumimos que você concorda, mas pode desabilitar se assim preferir. Aceitar Saiba Mais